<
>

VALORANT: Após eliminação, Sacy diz que jogar contra os melhores do mundo 'foi muito bom para nós'

Com a derrota, a Team Vikings está eliminada do Valorant Masters Reykjavik Colin Young-Wolff/Riot Games

Após ser enviada à repescagem pela norte-americana Sentinels, a brasileira Team Vikings entrou em campo nesta sexta-feira (28) na bacia das almas e enfrentou a representante europeia Team Liquid em uma partida decisiva para a sobrevivência das mesmas no torneio. Uma série dura para os brasileiros mostrou a Liquid de ScreaM cravando dois mapas para levar a vitória e avançar no campeonato.

O confronto eliminatório começou na Ascent, mapa escolhido pelos brasileiros que trouxeram pela primeira vez o agente Yoru para o campeonato. O início da partida foi complicado para os brasileiro que viram o duelista Jamppi dominar os rounds iniciais com uma eliminação quádrupla no primeiro round e um ace no segundo.

Apesar do bom começo do jogador finlandes para dar um empurrão na Team Liquid, os brasileiros mantiveram a cabeça no lugar e buscaram o placar, mantendo o mesmo próximo durante boa parte da primeira metade. No entanto, viram o mesmo se distanciando conforme a partida se aproximava do 12º round para anunciar a virada de lados.

O lado da defesa começou ruim para os brasileiro, que mostraram sua famosa adaptação para encostar o placar novamente. Encaixando algumas boas rodadas para aumentar as esperanças, um bom round econômico por parte da Cavalaria quebrou o ritmo brasileiro para fechar o primeiro mapa em 13 a 8.

A esperança brasileira continuou mostrando trabalho na Haven, mapa de escolha europeu. Perdendo o round que abre o confronto, a Team Vikings fez boas entradas nos dois rounds seguintes para surpreender a equipe adversária e mostrar que não estavam dispostos a deixar o placar se distanciar.

Virando com uma ligeira vantagem, a Liquid chegou para o ataque disposta a não deixar a mesma coisa acontecer após a vitória na rodada de pistola e entenderam o que tinham que fazer para fechar o mapa com mais tranquilidade. Sem perder um round sequer, o ataque fulminante foi suficiente para acabar com o mapa com um 13 a 5.

"Enfrentamos muitos metas e composições diferentes, então foi meio difícil. Perder é ruim, mas para ser honesto não há nada de ruim em perder aqui. Jogar o Masters, ver outras regiões jogando e enfrentar elas foi muito bom para nós. Depois desse campeonato eu acho que o Brasil vai tentar se adaptar a novos estilos de jogo e metas e chegar mais forte para em Berlim", comenta Sacy durante a coletiva de imprensa.

Com a derrota, ambas as representantes brasileiras estão eliminadas do Valorant Masters Reykjavik - primeiro campeonato internacional do título. Enquanto a equipe da Sharks ficou com o 9º/10º lugar na competição, os Vikings dão adeus em 5º/6º. A Team Liquid enfrenta a Fnatic neste sábado para decidir qual das duas avança para a final da repescagem.