<
>

VCT: Team Vikings derrota Sharks e é a primeira representante brasileira no Masters

A Team Vikings é a primeira equipe classificada para o Masters Reykjavik, na Islândia Team Vikings

A tarde desta sexta-feira (07) decidiu a primeira equipe brasileira a carimbar o passaporte para o segundo Masters de Valorant, que acontece em Reiquiavique, na Islândia. A decisão aconteceu entre Sharks e Team Vikings que mostraram uma ótima série aos espectadores, na qual a Team Vikings saiu vitoriosa por 2 a 0.

A Sharks chegou à grande final da chave dos vencedores após confrontos pegados contra Slick e Gamelanders, que foram decididos nos detalhes e através de uma ótima resiliência por parte dos tubarões. Enquanto isso, a Team Vikings garantiu seu lugar na decisão de forma tranquila, enviando Ingaming e FURIA para a repescagem com certa facilidade e com resultados elásticos.

SHARKS 0 x 1 TEAM VIKINGS

A melhor de três entre as finalistas começou no mapa Ascent, de escolha da Sharks Esports - mapa onde a equipe mostrou bons resultados nos últimos confrontos. Apesar desses bons resultados, agora sua adversária é uma das maiores equipes do cenário.

Na primeira metade do mapa, os tubarões encontraram dificuldades ao se deparar com um lado defensivo extremamente sólido dos Vikings com ambos os duelistas Frz e gtn se destacando: 9 a 3 na virada de lado.

Mantendo a qualidade de jogo do lado atacante e perdendo apenas uma rodada, a vitória no round de pistolas facilitou a caminhada até o 13º ponto para fechar o primeiro mapa com tranquilidade e diminuir a distância até o carimbo para a Islândia.

SHARKS 0 x 2 TEAM VIKINGS

Bind foi a escolha da Team Vikings para a série e por lá, a Sharks pareceu ter resetado o psicológico e ignorado a dura derrota no mapa anterior. Ponto pra lá, ponto pra cá e lentamente as equipes começaram a mostrar um show aos fãs de um bom Valorant.

Sem nenhuma equipe abrir uma larga vantagem no placar geral, o jogo foi parelho e mostrou que, independente de quem passasse, representaria bem o Brasil lá fora. Apesar disso, a Vikings se mostrou melhor preparada para o confronto e em meio às reações da Sharks, encontrou boas oportunidades para fechar o segundo mapa em um 13 a 11.

Com a vitória na série, além de assegurar sua ida ao primeiro evento internacional de Valorant, o Masters Reiquiavique, a equipe também avança para a grande final do Challengers Finals e espera a decisão dos próximos confrontos que decidirão sua adversária. A Sharks cai para a repescagem mas mantém-se viva na disputa pela segunda vaga.