<
>

Riot Games revela planos para o cenário competitivo de Wild Rift, Valorant, TFT e Legends of Runeterra

O Media Preview Day de esports da Riot Games aconteceu para a imprensa nesta quarta (5) Divulgação/Riot Games

Com o início do Mid Season Invitational de League of Legends e o Valorant Masters se aproximando, o ESPN Esports Brasil foi convidado para participar do Media Day, organizado pela Riot Games, para mostrar tudo o que acontecerá durante as competições e também falar sobre os planos para o cenário competitivo de seus outros títulos.

A capital Reiquiavique (Reykjavik) será a sede do MSI e também do primeiro Valorant Masters internacional. Cada vez mais o leque de jogos competitivos da Riot Games cresce com o passar dos anos e, segundo o diretor global de Esports, cada um desses será tratado de forma diferente.

“Vamos abordar cada esport de forma diferente para atender às necessidades da base de jogadores única de cada jogo, mas uma coisa permanecerá consistente, seremos os melhores em nossos eventos (...) Somos realmente audaciosos na Riot, nossos objetivos são sempre liderar o mercado e inovar com todos os esportes em que investimos”, comenta John Needham sobre as intenções da Riot de elevar seus novos esports ao patamar de League of Legends. “Cada um de nossos esportes eletrônicos teve um crescimento incrível e o apoio dos fãs, então acho que teremos um grande impacto. Acho que fizemos um ótimo trabalho nisso com LoL Esports e também com o Valorant tendo um ótimo começo”.

Para as novidades musicais, a Riot Games anunciou que, como parte de sua parceria com o serviço de streaming musical Spotify, uma playlist será criada para que as onze equipes classificadas ao MSI possam escolher uma música “que realmente incorpora o espírito de sua equipe, e a jornada e ascensão durante a divisão da primavera” como uma espécie de hino.

A Mastercard também volta a ser a parceira de apresentação do show de abertura das finais do MSI, que também abrirá suas redes sociais para que os espectadores possam enviar perguntas que serão respondidas durante as transmissões do evento.

Além disso, um novo podcast será produzido exclusivamente no Spotify que cobrirá novidades e notícias do cenário competitivo de League of Legends ao redor do mundo. O programa será apresentado por “algumas das personalidades preferidas da comunidade” e mais novidades serão divulgadas nas próximas semanas, segundo Naz Aletaha, chefe global de parcerias.

Com o sucesso de League of Legends crescendo mais e mais nos últimos anos, a possibilidade de uma Copa do Mundo da modalidade é algo que a desenvolvedora conversa sobre e “certamente é algo que queremos fazer de alguma forma no futuro”, no entanto, apesar de animar John Needham, o mesmo revela que ainda não existem planos para que isso aconteça em um futuro próximo.

WILD RIFT

Leo Faria, diretor global de esports do Wild Rift, foi quem apareceu durante o evento para falar sobre o cenário competitivo da versão mobile de League of Legends. Entusiasmado com as competições regionais que aconteceram no começo do ano no sudeste da Ásia, Leo revelou que todas as outras regiões começarão suas competições ainda neste ano, em junho.

“Cada competição regional terá um formato diferente variando de torneios autônomos a circuitos, mas estamos realmente comprometidos em fazer do Wild Rift um esport global e em construir ecossistemas fortes em todo o mundo”, revelou Leo Faria.

De olho nos campeonatos da comunidade que hoje são uma boa forma de impulsionar o cenário competitivo, a Riot Games estará disponibilizando a partir do próximo mês diretrizes de torneios para terceiros, que oferecerão orientação e suporte para os organizadores de campeonatos independentes.

O grande anúncio para o cenário competitivo do Wild Rift foi o primeiro campeonato global do título. Sem muitos detalhes, equipes de cada região se classificarão para o evento que ainda não possui uma data para acontecer.

Segundo os diretores, mais detalhes sobre esse evento serão revelados em breve.

TEAMFIGHT TACTICS E LEGENDS OF RUNETERRA

Sobre Teamfight Tactics e Legends of Runeterra, o diretor comentou que a empresa está satisfeita com as competições e eventos que realizaram até o momento para os títulos, e ainda anunciou que Runeterra receberá um Campeonato Mundial em setembro.

Ainda que a coletiva não tenha divulgado muitos detalhes sobre o futuro competitivo de Legends of Runeterra, Whalen Rozelle, diretor global de Esports da Riot Games, revelou que o próximo evento global de TFT acontecerá presencialmente na China, em outubro. Mais detalhes sobre o evento serão revelados nos próximos meses.

VALORANT

Com o Masters Reykjavik se aproximando, as melhores equipes do mundo se preparam para se enfrentarem nos palcos gelados da Islândia em busca do título de melhor equipe do primeiro Masters internacional e também o novo troféu.

“O Masters Reykjavik também apresentará a estreia de slots para treinadores, que permitirá que os treinadores das equipes observem os pontos de vista dos jogadores durante as partidas oficiais. Embora os treinadores só consigam se comunicar com os jogadores em certos momentos, estamos entusiasmados com esta etapa para apresentar uma nova ferramenta que irá melhorar o desempenho do jogador e aumentar o nível de competição”, comenta Whalen Rozelle sobre a inclusão da ferramenta.

Para fechar a apresentação do Valorant, o diretor revelou onde o próximo Masters internacional será sediado: Berlim. O campeonato internacional da Fase 3 garantirá uma vaga diretamente ao Champions, torneio do título que coroa a melhor equipe do mundo no final do ano, além de contar com seis times adicionais além dos dez que participam desse primeiro Masters na Islândia.