<
>

CBLoL: "No momento que a gente mais precisava ela tava ali", conta Robo sobre importância da psicóloga na série

play
Com duas derrotas contra a LOUD, Nappon e Mylon falam sobre o que a paiN pode trazer de novo (3:36)

Mylon ainda fala sobre o confronto entre Tay e Robo (3:36)

Este sábado (27) começou com jogo entre paiN e LOUD para decidir qual das equipes avançaria pela tabela para enfrentar o Flamengo nas semifinais. Em uma virada, a equipe da paiN Gaming engatou a partir do terceiro jogo e garantiu a vitória por 3 a 2.

Marcada pelo começo forte e extremamente dominante da LOUD, conquistando as duas primeiras vitórias e deixando toda a pressão em cima da equipe da paiN, a série teve uma reviravolta ao ver o psicológico forte e resiliência da equipe nas partidas seguintes para voltar na série.

Calmos e jogando cada partida como se fosse a primeira da série, a equipe de brTT garantiu não só uma, mas duas vitórias seguidas para empatar a série e colocar o Silver Scrapes (música tocada quando uma série melhor de cinco vai para o quinto jogo) para tocar no CBLoL.

A decisão da série trouxe duas equipes totalmente focadas em se classificar, largar o osso não era uma opção. Acirrado do início ao fim, a paiN garantiu a primeira virada da história dos playoffs do CBLoL e avançou para as semifinais contra o Flamengo.

Garantir três vitórias seguidas em uma série onde você começa com duas vitórias não é algo simples. Preparação e um psicológico forte são extremamente importantes nesse momento e para Robo, o trabalho da psicóloga Luciana Nunes foi essencial.

"A gente já vem trabalhando nisso desde o segundo turno. Em dia de jogo não tem muito o que preparar no jogo que vai fazer uma grande diferença, o principal é que ela conhece a gente e viu que estávamos um pouco abatido e deu um sacode pra gente acordar. Isso foi muito bom porque, querendo ou não, ela ajudou demais na nossa evolução e no momento que a gente mais precisava ela tava ali", conta Robo sobre a influência do trabalho da psicóloga na vitória da série em resposta ao ESPN Esports Brasil.

Em sua primeira participação dentro do principal circuito de League of Legends, a LOUD, apesar das inconstâncias, teve um bom desempenho geral dentro do campeonato. Para Ceos, apesar da saída precoce da equipe dentro dos playoffs, a campanha durante o campeonato foi boa.

“A gente acreditava que a gente podia passar das quartas e ser campeão. Falando do ponto de vista da organização, por ser o primeiro split e estar nos playoffs já foi um ponto positivo, principalmente porque os torcedores não entendiam muito de LoL e a gente chegar nos playoffs é um ponto positivo”, avalia o suporte sobre o desempenho da equipe durante o split em resposta ao ESPN Esports Brasil.

Com a vitória, a equipe avança para as semifinais contra o Flamengo, confronto que acontece no próximo sábado (03). Os confrontos das quartas de final continuam nesse domingo (28) com a série entre RED Canids e KaBuM Esports.