<
>

CSGO: 'Estou muito empolgado e confiante para que possamos ser o melhor time do mundo', diz coldzera

play
MatchMaking fala sobre a polêmica da Valve no CSGO (3:31)

Produtora tomou medidas contra técnicos nos próximos eventos (3:31)

Marcelo David, mais conhecido como coldzera, é um dos jogadores brasileiros de Counter-Strike: Global Offensive mais premiado por sua habilidade dentro do servidor. Eleito como o melhor do mundo em 2016 e 2017, cold completou pouco mais de um ano ao lado da FaZe Clan no cenário europeu.

Para a FaZe, o ano de 2020 foi marcado por instabilidades: as saídas de YNk e NiKo, a chegada de Bymas e Twistzz, sem falar da falta de torneios presenciais por conta da pandemia.

“Uma das coisas que pesaram bastante foi a mudança dos players e a adaptação de novas posições e estratégias com a saída do Olof”, conta cold. “Tivemos o tryout do Bymas e um tempo depois a entrada do Kjaerbye seguido da saída do Niko. Foi tudo um processo de mudanças no meio de um ano que sozinho já foi bastante complicado em todo mundo”.

O jogador - assim como grande parte da população global - acredita que o ano de 2021 será melhor, “Este ano esperamos obter a estabilidade e consistência que não tivemos no ano passado”.

O ESPN Esports Brasil teve a oportunidade de fazer uma entrevista por email com o jogador que acabou de assinar um contrato de patrocínio pessoal com a Parimatch, empresa russa que atua no mercado de apostas de Counter-Strike.

Apesar do jejum de vitórias, coldzera vem se mantendo como um dos principais nomes dos servidores. Em sua última entrevista para o ESPN Esports Brasil, cold estava em um momento completamente diferente da carreira. Na ocasião, em 2019, seu lado competitivo o fez sair do MIBR, tendo em vista que ele não sentia que o time estava buscando ser o melhor do mundo.

A oportunidade de ir para a Europa ao lado da FaZe era a oportunidade que cold sempre quis, afinal, o cenário de Counter-Strike no Velho Continente é um dos mais desenvolvidos do cenário. “Ainda estou empolgado com jogar aqui na Europa. Não acho que consegui mostrar tudo que sei jogar, e não acho que foi dos melhores desde que cheguei aqui, mas eu considero aceitável no meio de tantas mudanças que tivemos neste período”.

Segundo ele, apesar da FaZe não ter tido tanto destaque, ele acredita que o time tem potencial de dominar o cenário internacional. “Mas o que importa pra mim é o time. E ganharmos. Quero que o nosso time ainda seja o melhor do mundo”.

“O Twistzz é um jogador que tem uma mecânica muito boa, muita experiência e o mais importante: ele é um jogador que acrescenta bastante como team player”, comenta cold sobre a chegada do seu novo companheiro de equipe.

Além disso, cold fala sobre sua nova função dentro do Clan “Com as mudanças recentes, eu tive que assumir a posição de capitão, e outras posições não tão favoráveis para meu jogo, por isso ainda estamos focados em assinar com um novo capitão”.

E cold se mantém otimista com o time “Espero uma Faze completamente diferente esse ano e estou muito empolgado e confiante pra que possamos ser o melhor time do mundo”.

A ambição de cold é comparável com sua presença nos palcos internacionais. Perguntei a ele se esse tipo de energia fez falta no último ano, já que ele mesmo disse inúmeras vezes que a torcida era um fator para seu desempenho “A energia positiva do público faz toda a diferença pra mim, tem sido mais difícil sem esse incentivo durante as partidas, mas todos tivemos que nos adaptar nessa fase e na minha mente eu sei que eles estão em casa torcendo, é nisso que eu penso. O time ajuda muito também”.

Para 2021, o que cold mais espera é que o time se acerte. Segundo ele, que é movido pela competição e em sua busca em voltar a ser o melhor jogador do mundo. “Meus planos continuam os mesmos. Atingir estabilidade e consistência dentro do time. Jogar nas posições em que me sinto mais confortável e ajudar meus companheiros de equipe. Quero apenas ganhar, se os status vier junto, melhor ainda”.

A FaZe Clan tem seu próximo compromisso em uma semana, na BLAST Premier: Spring Groups 2021, na qual ele vai encarar seu antigo companheiro de equipe, Fallen - que entrou justamente no lugar deixado por Twistzz. Ou seja, a rivalidade vai estar à flor da pele.