<
>

BLAST: "Tivemos um plano que era ambicioso demais", avalia técnico da Team Liquid

play
Flamengo ou Envy? KNG fala que grupo recebeu 'diversas propostas' (3:06)

Os últimos rumores do grupo formado por KNG, Lucas1, Hen1 e Cogu apontam dois times fortes (3:06)

A tarde da última quarta-feira (20) foi dia de muita alegria para os brasileirinhos e também de sustos. Em sua partida de estreia pela Team Liquid, Fallen e companhia derrubaram os russos da Na’Vi pela Blast Global Finals 2020.

Em entrevista exclusiva ao ESPN Esports Brasil, o técnico da organização norte-americana, Moses, comentou sobre a vitória contra a Na’Vi e os erros que trabalharam para a partida contra a Vitality nesta quinta (21).

PARTIDA DE ESTREIA COM FALLEN

Nesta quarta (20), Fallen estreou vestindo o manto da Cavalaria contra a organização russa, Na’Vi. Com uma performance sólida no primeiro mapa da série, a equipe encontrou alguns problemas a partir da segunda metade do segundo mapa.

Apesar da diferença de idiomas, Moses afirma que a comunicação entre o time não foi um problema e que, na verdade, alguns erros durante o jogo abalaram a confiança da equipe.

“Acredito que tivemos um plano de jogo que era ambicioso demais em alguns pontos e também cometemos alguns erros. Perder o segundo round depois de ganhar o pistol foi algo complicado, não só porque é um round importante mas também porque ‘machuca’ a confiança. Então a gente estava jogando com bastante confiança e na hora que perdemos aquele round, ela mudou um pouco”, analisa Moses.

Com o brasileiro recém-chegado na Team Liquid e com poucas semanas de treinamento ao lado de seus novos companheiros, a adaptação à nova atmosfera pode ser um pouco demorada.

No entanto, Moses acredita que grande parte da dificuldade sentida pela equipe em fechar o jogo no segundo mapa aconteceu por conta de um nome: S1mple. Para o técnico, o ucraniano é um dos nomes do competitivo de CS:GO que pode mudar totalmente o rumo de uma partida.

“O S1mple é um daqueles jogadores que pode dominar um jogo. No CS:GO competitivo temos S1mple, device, Zywoo, NiKo, enfim, você vai jogar contra jogadores que vão se destacar e arruinar um jogo inteiro para você. Não importa o que a gente fizesse, sentimos que não conseguíamos passar por cima do S1mple até chegar no final do jogo”, revela.

CONTINUAÇÃO NO CAMPEONATO

Vindos da vitória contra a terceira melhor equipe do mundo segundo o ranking da HLTV, Moses revela que a equipe percebeu alguns erros cometidos durante o jogo, “mas mais importante, a gente focou nos pontos positivos de como conseguimos sair daquela situação”.

Para a partida contra a atual segunda melhor equipe do mundo, Vitality nesta quinta (21), o técnico buscou aperfeiçoar junto do time jogadas que ainda não estavam prontas para serem usadas em partidas oficiais.

“Usamos algumas estratégias na partida sem estarem 100% prontas, pelo fato de não termos um leque de jogadas tão grande quanto outras equipes. Então tem algumas coisas sendo utilizadas que obviamente precisamos melhorar”, conclui Moses.