<
>

Valve 'esquece' Rio e próximo Major de CSGO será em Estocolmo

play
Guerri critica 'Fla-Flu' das torcidas na rivalidade entre FURIA e MIBR pelo CSGO: 'É muito agressivo' (4:41)

Técnico da FURIA avalia excessos que partem dos torcedores, mas vê comunidade amadurecendo (4:41)

Pegando todos os fãs de Counter-Strike de surpresa, a PGL anunciou, nesta quinta-feira (14), a próxima edição do Major de CS:GO, em Estocolmo, Suécia, de 23 de outubro até 7 de novembro. Com dois milhões de dólares em premiação, recorde da história do evento, a organizadora volta a sediar o maior campeonato de CS:GO, mesmo com a chuva de polêmicas no torneio anterior, realizado em 2017.

Além da premiação milionária, o evento será o primeiro da história a ser completamente transmitido em 4k a FPS, algo inovador para história dos esports. Os playoffs da competição serão realizados na Ericsson Globe, arena multiuso que é considerada o maior edifício esférico do mundo, com aproximadamente 85 metros de altura.

MAJOR DO B(I)UG

Na Cracóvia, a PGL foi cobrada pelo fãs e jogadores por erros no hardware dos computadores da competição, além da omissão no caso do “Bug do pulo”, onde os proplayers tiveram que criar um “pacto” para não utilizar a vantagem. O final do tão polêmico campeonato foi melancólico para a torcida brasileira, que viu a Immortals de kNg e LUCAS1 perder para a Gambit em uma arena lotada.

E O RIO?

A Valve, organizadora do Major e produtora de CS:GO, ainda não se pronunciou sobre a realização do campeonato da ESL, que seria realizado na Cidade Maravilhosa em Março de 2020, cancelado devido a pandemia de COVID-19.