<
>

Organizações poderão inscrever times masculinos e femininos no Valorant Champions Tour

play
VALORANT: "É muito complicado, foi bem dificil", diz Tixinha sobre migração (4:36)

O comentarista fala sobre a decisão de sair do LoL (4:36)

Buscando fomentar e incentivar o investimento em talentos femininos dentro do Valorant, segundo o regulamento do Champions Tour, circuito de campeonatos organizado pela Riot Games, uma mesma organização poderá ter dois times participando do campeonato, desde que um seja masculino e o outro feminino.

De acordo com a própria desenvolvedora, “no interesse de promover e desenvolver a base de jogadoras profissionais mulheres, uma organização de esports poderá operar um time secundário, desde que seja composto por mulheres”.

No total, em 2020 apenas quatro campeonatos destinados a mulheres do novo título da Riot Games foram realizados, sendo eles o Rivals Women’s Cup, Ascent Women’s Cup, Metrópole Rivals Women’s Cup e o Girl Pwr Valorant - este último que teve Leticia Motta como embaixadora.

Ao redor do mundo, mulheres mostraram o potencial e interesse em fazer parte do novo cenário e algumas organizações já investem em equipes femininas, como as organizações brasileiras INTZ e Team Vikings, além da norte-americana Cloud9.

O Champions Tour começará pelo torneio regional Valorant Challengers, que terá suas partidas principais realizadas em formato presencial nos estúdios da Riot Games. Até o momento de publicação desta matéria, não existe data definida para o primeiro Challengers.

Você pode conferir o regulamento do circuito através do link.