<
>

Kennzy emociona fãs de League of Legends e compartilha brilho na conquista do Top 1

Marcos Vinícius, streamer de League of Legends Reprodução/Twitch

Um herói pode ter muitas faces e, normalmente, no fim da história acaba se destacando. Essa não é história daquele que “venceu” no final, mas de quem ajudou a tornar feliz o fim de uma história vencedora. Marcos Vinicius, mais conhecido como Kennzy, é streamer e fez dupla para ajudar Jean “Mago” a conquistar o tão sonhado “Top 1” da fila ranqueada solo de League of Legends.

Aos 24 anos - sete deles jogando League e há três nos elos mais altos - Kennzy ganhou grande reconhecimento da comunidade ao jogar as partidas decisivas da décima temporada, e pelo seu jeito tranquilo de conversar e interagir. Parece coisa do destino, e pode até ser, mas existe uma história de perseverança por trás dos cabelos longos e as brincadeiras que faz em suas lives diárias.

Vindo de outros jogos, como Tibia, Dota e CS, Markin - como gosta de ser chamado - conta que começou a jogar LoL inspirado por BRTT. “Estar no topo sempre foi um desejo, e me motivou ver que o BRTT, que era um cara que jogava DOTA, estava já fazendo sucesso”, confessou.

Mas, como já diz o samba “pena que querer não é poder”. Não era nada fácil a adaptação de Marcos ao novo jogo pois o computador que usava era muito ruim. Isso acabou atrasando - talvez em alguns anos - o início de seu sucesso no LoL, mas não seria capaz de destruir o sonho que ele, até os dias de hoje, diz estar correndo atrás: Ser streamer e, principalmente, ajudar sua família. Mas ainda não chegamos nessa parte.

A CORRIDA CONTRA O TEMPO

Na manhã do dia 9 de Novembro, último dia da décima temporada, Kennzy viu atráves de seu Twitter que Jean estaria na jornada pelo topo no mesmo horário em que faz stream. “Quando vi que ele estaria jogando no mesmo horário que eu, pensei que havia algo especial reservado”, revelou. Após algum tempo pensando, tomou coragem para chamar o companheiro para jogarem juntos - afinal, imagina ser responsável por um possível insucesso do “herói do dia” para comunidade de League?

“Nós já havíamos prometido jogar juntos meses antes, mas nunca aconteceu. Eu vi que ele estava perdendo algumas partidas, as vezes caia com alguns jogadores ruins na jungle - rota onde Kennzy é especialista - e pensei que juntos nós não iríamos perder. Estava muito motivado porque queria muito colocar minha conta principal no Desafiante. Assim que o chamei, ele instantaneamente aceitou o convite”.

Na maior parte do tempo, Marcos estava certo, mas não na “grande estreia” da dupla. Seria um mal presságio, ou apenas a maldição da ‘primeira partida do dia’? “Na hora eu fiquei já meio pensativo, mas fiquei tranquilo logo depois, pois tinha caído suporte e sabia que na selva a história seria outra”, destacou Marcos. Das 13 partidas jogadas naquele dia, a dupla iria perder apenas 2 partidas, aproximadamente 85% de aproveitamento.

A DECISÃO

Após a 12ª partida, o Top 1 já havia sido conquistado e “Jean Mago” havia saído pois estava cansado após a longa jornada, e Renanzinho, o rival, estaria vencendo seu jogo e, assim, recuperando o topo e frustrando os planos da dupla. Kennzy então começou a movimentar a comunidade e tentar entrar em contato com Jean para mais uma tentativa, que viria a ser a última do dia e que definiria o resultado que todos já sabemos. “O foco era total deixar o Jean ser o número um. Essa era a missão que estávamos enfrentando desde às 10 da manhã”, frisou.

O público que antes acompanhava a live de Jean Mago passou a assistir aos últimos momentos da disputa pelo topo através da live do Kennzy. E muitos usuários se surpreenderam com a humildade e a forma que interagia com as pessoas que o assistiam. Talvez o jeito brincalhão e sorridente do jovem tenha conquistado o público que sempre sonhou poder alcançar. Durante a transmissão, mais de 70 mil pessoas acompanharam o final da jornada e “de caneco”, conheceram o Markin.

Diversas personalidades e organizações do meio de esportes eletrônicos se mostraram surpreendidas positivamente com a pessoa que Marcos demonstrava ser.

“Pra mim é tudo muito incrível. Senti que estava sendo reconhecido por quem eu sou. Vi INTZ, Fúria, Kami, Robô.. Enfim, a ‘carcaça’ é essa mesmo. O povo estava gostando de quem eu era.”

A EMOÇÃO

Vendo toda a repercussão do resultado, um dos espectadores que acompanhava a live perguntou o que Kennzy estaria sentindo naquele momento. Ele já sabia que a resposta viria junto de uma onda de emoções, um choro que já estava na garganta.

“Na hora que a galera perguntou, eu cheguei na conclusão de que havia conseguido realizar o meu sonho. Eu consegui sentir que ali se iniciava a minha jornada - como streamer. Ali eu tive certeza que era o dia 1, o start de uma carreira brilhante que eu vou ter. Eu já sentia que eu seria a pessoa que iria ajudar meu pai e minha mãe, que já estão aposentados, e honrar todo o sacrifício deles em criar eu e meus irmãos. Minha mãe me contou que não acreditava que pudesse dar resultado, mas nunca deixou de me apoiar e gostava de me ver correr atrás do meu sonho”.

Durante o desabafo, o streamer lembrou das razões que o motivam, mesmo quando sem vontade, a todos os dias abrir sua stream.

“Sacrifiquei muita coisa. Foi muito difícil chegar aqui. Abdiquei de muita coisa. Na época que streamava de madrugada, de meia noite à meio dia, deixei de ver muita gente. Um dia minha mãe me falou que não me via há quase duas semanas, morando na mesma casa. Mas streamando todo dia, correndo atrás e eu sabia - que ia dar certo. Não estou aqui todo dia à toa. Valeu, rapaziada, obrigado”. E continuou: “Eu consegui, galera, que ****. Passei por muita coisa. Quando falava que eu estava aqui todo dia pra salvar a minha família, eu não estava brincando. Minha família tem muita dívida. Aconteceram algumas coisas e é muita grana que eu precisava, e eu pensava ‘se não for eu, quem vai ser?’. Vocês acham que eu to aqui todo dia de brincadeira, rapaziada? De janeiro à janeiro, é todo dia.”

E não era à toa mesmo. Assim como Kennzy se emocionava e agradecia a presença de todos, a comunidade agradecia de volta. Milhares de pessoas enviaram mensagens de apoio, se identificando com a realidade do jovem. Diversos profissionais, influenciadores e fãs do jogo entraram em contato e, segundo o jovem, até o dia que essa matéria, ainda não conseguiu responder todos, mas garante que mais cedo ou mais tarde vai terminar de responder.

Marcos ainda lembra que, um ano antes de conseguir comprar um computador novo, ele já previa que daria certo como streamer. Ele sabia que se não acreditasse, nada aconteceria, e, como um mantra, ele repetia para quem pudesse o ouvir para nunca desistirem dos seus sonhos. “Sempre falei isso para acender a chama nas pessoas, mas também falo isso pra mim mesmo”, conta.

Daqui pra frente, segundo Marcos Vinícius, ou Kennzy, ou Markinho - como preferir -, ainda há muito pelo o que correr e continuar trabalhando. Mas qual o sonho daqui pra frente? Para ele, seu sonho hoje é pagar as dívidas da família, dar uma casa para sua mãe e, principalmente, “nunca deixar de sonhar e continuar impactando a vida das pessoas positivamente”.