<
>

Free Fire: Garena e CUFA anunciam Taça das Favelas

Conhecido por ser o esporte eletrônico mais inclusivo do mundo, o Free Fire agora terá o maior torneio entre favelas de forma competitiva. A Garena, dona do jogo, e a Central Única das Favelas (CUFA) anunciaram hoje (13) a Taça das Favelas de Free Fire, torneio exclusivo para jovens moradores de favela de todo o Brasil. As inscrições podem ser feitas neste link e vão até o dia 25 de Outubro.

"Para a Garena, é muito importante promover iniciativas que envolvam toda a nossa comunidade. Ao trazer a Taça das Favelas Free Fire, podemos engajar os jogadores em todo o Brasil e tornar o jogo ainda mais inclusivo e diverso", diz Fernando Mazza, Head de Operações da Garena no Brasil.

SOBRE O TORNEIO

O torneio já tem previsão de data para acontecer: será entre os dias 2 e 8 de Novembro. Nesse período, dentro de cada estado brasileiro, 48 times serão divididos em quatro grupos de doze times. Após três quedas, os três melhores times de cada grupo passam para as finais estaduais, nas quais as doze melhores equipes do estado enfrentam-se em seis quedas.

A equipe vencedora terá o título estadual e passa para a fase nacional, com início no dia 13 de Novembro.

Na etapa nacional, as 27 equipes campeãs estaduais e outras nove equipes (não-campeãs, selecionadas com base no desempenho da fase anterior), totalizando 36, serão divididas em três grupos de doze times. As equipes se enfrentarão em seis quedas dentro de seus grupos, as quatro melhores de cada grupo passam para a final, que acontecerá 5 de Dezembro.

“No futebol, a Taça das Favelas se consagrou como o maior campeonato de futebol entre favelas do mundo. Essa parceria com a Garena é a soma de duas grandes forças e os moradores de favela vão ganhar muito com isso! Com certeza essa parceria vai dar o que falar! A Taça das Favelas Free Fire já é um sucesso”, comemorou Celso Athayde, fundador da CUFA e idealizador da Taça das Favelas.

A INCLUSÃO

Não surpreende que a Taça das Favelas tenha escolhido como o primeiro esporte eletrônico o Free Fire. A modalidade é conhecida por ser bastante popular e inclusiva dentre todas as classes sociais e, por funcionar em praticamente qualquer celular, acaba atraindo jovens que não têm condições de ter um computador ou um console de qualidade.

“O Free Fire é um jogo que funciona em qualquer celular. Logo, ele é o jogo competitivo perfeito quando falamos sobre inclusão! Esse é o grande momento da Taça das Favelas e da CUFA mostrarem sua capacidade de transformar vidas e revelar o futuro dos jogadores também no mundo dos esportes eletrônicos! Mais uma vez a capilaridade da CUFA está fazendo algo histórico, estamos dando hoje o primeiro passo para criar um marco no mercado do e-sports”, disse Marcus Vinicius Athayde, diretor de inovações da CUFA e coordenador geral do projeto.

Para mais informações, acompanhe as redes oficiais de Taça das Favelas Free Fire.