<
>

LoL: Riot Games anuncia fim da liga profissional da Oceania (OPL)

play
Worlds: 'A MAD Lions estava bastante desequilibrada', avalia Tactical (0:17)

Atirador da Team Liquid responde sobre diferença entre as regiões de América do Norte e Europa (0:17)

A Riot Games anunciou nesta quarta-feira (07) o fim da Liga profissional da Oceania, ou OPL. A companhia alegou que “apesar dos esforços de times e jogadores, a região não alcançou os objetivos estipulados”. Ainda no próprio anuncio, fica esclarecido que a empresa não acredita que o mercado na Oceania não é “sustentável” para manter a liga, e por isso estaria fechando o escritório em Sidney.

A carta foi atribuída a Malte Wagener, Diretor Administrativo da América do Norte e Oceania, e Tom Martell, Diretor de operações de esportes globais.

No anúncio, os executivos explicam que esse “não seria o fim” do cenário competitivo de LoL na região. A partir de 2021, os times e jogadores da Oceania passam a fazer parte do território competitivo da LCS. Isso significa que jogadores oriundos da Oceania não serão mais visto como estrangeiros para a liga norte-americana.

Veja o anúncio na íntegra abaixo:

“Quando começamos essa jornada, há cinco anos, decidimos construir a primeira liga profissional de esportes eletrônicos da região. Desde aquele começo humilde, permitimos que os melhores jogadores se tornassem profissionais e demos aos fãs um lugar para torcer ruidosamente.

Na Riot Games, queremos construir ligas competitivas e sustentáveis ​​que impulsionem o crescimento comercial e o envolvimento dos fãs e que apoiem o jogo profissional como uma carreira de tempo integral. Infelizmente, apesar dos melhores esforços de nossas equipes e jogadores, a OPL não atingiu nossos objetivos para o campeonato, e não acreditamos que o mercado atualmente seja capaz de suportar o campeonato em sua forma atual.

Portanto, hoje estamos anunciando a dissolução da OPL e o fechamento do escritório da Riot em Sydney, que se concentrava principalmente em operar a liga. No entanto, este não é o fim dos esportes eletrônicos da Liga em OCE. Continuamos comprometidos em apoiar nossos jogadores profissionais na região com um caminho para continuar suas carreiras no futuro. Começando com a temporada de 2021, estamos adicionando OCE ao território competitivo para o LCS, então os jogadores OCE não terão mais um slot de importação nas listas LCS. Isso abrirá novas oportunidades na América do Norte para os principais jogadores do OPL. Também realizaremos torneios de qualificação em OCE para MSI e Mundial em 2021, garantindo que as equipes da região continuarão a ser representadas em nossos dois grandes eventos globais na próxima temporada.

Com tudo isso dito, a Riot continua totalmente comprometida em apoiar todos os jogadores do OCE, e estamos animados com o que está por vir em 2021 e além”.

Malte Wagener, Managing Director, NA & OCE Tom Martell, Director of Operations, Global Esports