<
>

Worlds: Ex-PRG, Aloned lamenta eliminação da Rainbow7 e aponta diferenças entre Brasil e América Latina

A Rainbow7 foi eliminada do Mundial de League of Legendes após derrota por 3x0 para LGD, da China. A equipe mexicana ofereceu pouco perigo para Peanut, Xiye e companhia. Tomás "Aloned" Díaz, mid laner da R7, lamentou muito a forma como a equipe se despediu da competição. “Creio que começamos bem desligados, por assim dizer. Não soubemos como desempenhar bem. Jogamos muito mal em geral no primeiro jogo. Tivemos erros muito simples que nos custaram as partidas”, desabafou.

Aloned falou sobre o desempenho dos adversário, que tiveram três derrotas na fase de play-in da competição, e destacou a evolução da equipe chinesa. “Nessa série contra a LGD, acredito que eles também mostraram uma cara totalmente diferente do que haviam mostrado em todo o Play-in. Nas primeiras partidas eles haviam cometido muitos erros, mas nessa série tomaram as melhores decisões.”

Em particular, o duelo contra Xiye, mid laner da LGD, foi um desafio muito complicado para o chileno. Segundo ele, o duelo entre Twisted Fate e Galio foi um bom exemplo, pois “Twisted Fate tem maior pressão na rota, e o Gálio fica um pouco atrás”. Porém, mesmo em desvantagem, o adversário chines se destacou.

“Nunca vi alguém jogar tão bem este duelo. No geral sinto que todas as partidas jogadas contra ele, ele faz coisas que nenhum mid laner contra quem eu já joguei faça. São coisas pequenas mas que fazem a diferença”, revelou Aloned.

O atleta aproveitou ainda para falar sobre a experiência que tem nos servidores da América Latina e do Brasil. Para ele “não se pode colocar uma região acima da outra quando comparadas”. “Posso dizer que no CBLOL a competição é mais acirrada e todos têm chances de conquistar o campeonato. Já no latino-americano, em geral, a disputa fica apenas entre 4 equipes. A nível de mecânica é bastante parecido. No Brasil os times são mais agressivos mas não têm um limite para isso, e às vezes isso pode dar errado. No latino-americano é mais devagar o estilo de jogo”, destacou o mid laner.

Para Aloned, nem o fato dos times latino-americanos estarem mais próximos do servidor norte-americano pode favorecer pois, profissionalmente, não há tanto contrato entre as ligas. “No México, praticamente todos são da América Latina e raramente uma equipe "Academy" do servidor norte-americano”, destacou.

Apesar da boa campanha, a Raibow7 dá adeus da competição mais importante do calendário do League of Legends. Aloned lamentou bastante a eliminação. “Cometemos erros que não poderíamos cometer. Os jogadores são melhores em coisas gerais (no Mundial). São muito mais agressivos, nos castigam por erros mais simples, que vão se acumulando ao longo da partida. Me sinto mal por ter perdido, talvez não tenhamos nos esforçado o suficiente. Sinto que pecamos nesse sentido”, finalizou.

Agora o Worlds passa para a fase de grupos, onde Team Liquid, LGD, Unicorns of Love e PSG Talon se juntam aos melhores times do mundo na competição. A competição retorna no próximo sábado (03) a partir das 5h, horário de Brasília.