<
>

Worlds: Unicorns of Love desafia a lógica e faz do caos uma tática

A Unicorns of Love, representante da LCL (Rússia) fez sua estreia no Mundial de League of Legends neste sábado (26). Com duas sonoras vitórias sobre V3 (Japão) e a, até então, invicta PSG Talon (Pacífico), a UOL desafiou seus adversários com sua principal característica: a tática em meio ao caos.

O ESPN Esports Brasil separou uma análise da equipe que mais surpreendeu na competição até o momento.

ORIANNA NAS MÃOS DO ATIRADOR

Logo na sua estreia, contra a V3, a Unicorns of Love resolveu escolher Orianna na segunda rotação do draft. Isso fez com que o time japonês concentrasse suas atenções em combater a escolha que, naturalmente, iria para as mãos de Nomanz, na rota do meio.

Entretanto, a UOL resolveu surpreender o mundo mais uma vez com suas peripécias: escolheram Kassadin no último pick e mandaram a Orianna para as mãos do atirador, Gadget.

Não é novidade que o Gadget tem um largo leque de campeões a serem escolhidos e é bem conhecido pelos magos na rota inferior (como citou o técnico do Santos eSports, Mora, um ‘oceano’ de escolhas). Entretanto, a escolha de Orianna não foi só um pick avulso; ela mudou toda a configuração de rotas da UOL pro jogo e isso confundiu completamente o time da V3.

CAMILLE DUO TOP COM O NAUTILUS

Para o jogo, a V3 tentou uma invasão ao buff vermelho da UOL que resultou em um abate para o top laner russo BOSS, que escolheu Camille. Isso acelerou o pico de poder da Camille em cima do Sion, e aí veio a mágica da Unicorns of Love: o caos se inicia.

SaNTaS (Nautilus) resolve ir para a rota superior e criar a vantagem numérica contra Paz (Sion) e consegue uma série de abates em curto espaço de tempo. Enquanto isso, a Orianna de Gadget se isola no bot. A equipe japonesa se desespera e tenta desfazer a inversão mandando o Sion para encontrar a Orianna no bot, o que não dá nada certo. Isso porque agora Gadget tem a cobertura de aHaHaCiK (Graves) e vence os pequenos duelos forçados pela própria equipe russa.

Com a escolha de isolar a Orianna, Gadget ganha vantagem de nível e de minions enquanto BOSS é alimentado pelo ótimo hard engage que tem em seu duo com o Nautilus. O jogo fica frenético dos dois lados do mapa e a UOL vai dissipando o território inimigo conforme o tempo passa.

Já o meio Nomanz aproveita para criar essas vantagens junto a Gadget e consegue fortalecer seu Kassadin antes dos vinte minutos. O jogador foi o destaque da partida e foi decisivo em uma fuga que durou mais de um minuto após ter conseguido roubar o Arauto do Vale. O lance foi o principal lance do dia, confira abaixo:

Aos 26 minutos de partida, a UOL tinha 26 abates e fez do caos a sua tática. Com um estilo de jogo rápido, altamente habilidoso mecanicamente e vistoso aos olhos do público, a Unicorns of Love encantou a todos no segundo dia do Mundial de League of Legends de Shangai.

A equipe russa volta a jogar no domingo (27) contra a Rainbow7 e LGD Gaming, a partir das 6h da manhã (horário de Brasília).