<
>

Feijões ou jujubas? Em entrevista, artistas de Fall Guys falam sobre a criação dos personagens e suas skins

play
Nyvi Estephan comenta representatividade feminina e brasileira nos esports (6:13)

Apresentadora de esports foi reconhecida internacionalmente nos Esports Awards em 2019 (6:13)

Fall Guys se tornou uma sensação, cativando as mentes e os corações dos jogadores de todo o mundo. Um dos principais motivos pelos quais o jogo se deu tão bem é seu conceito: um game divertido e desafiador, ambientado em uma deliciosa terra de doces cheia de cores vibrantes e alegres. No centro disso tudo está o próprio personagem em forma de feijão, com seus sons engraçados e personalizações fofas.

O principal designer do Fall Guys, Joe Walsh, e o artista Rob Jackson lideraram a equipe de criação do jogo, mesmo que nunca tenham pensado no Fall Guy dessa forma. O ESPN Esportsconversou com os dois sobre a criação.

Vamos começar com o personagem. Como a aparência do Fall Guy surgiu?

Joe Walsh: Tínhamos ideias de alguns movimentos que os personagens fariam. O mais importante é que eles tivessem uma aparência engraçada e fossem divertidos de ver. Vimos muitos vídeos de pessoas caindo para descobrir o que os tornavam engraçados e como poderíamos exagerar. Decidimos usar perninhas porque elas tropeçam e têm um centro de gravidade bastante alto. Eles também têm braços grandes, para que possam ser expressivos quando caem, pois se agitam pelo ar. Queríamos que os personagens fossem saltitantes de alguma forma para causar impactos mais engraçados.

Rob Jackson: Eles são projetados de uma forma que podem ser personalizados facilmente e são muito flexíveis. Muitas das influências do design original foram baseadas em brinquedos, então eles são projetados de uma forma que possam ter grandes estampas e usar ternos bobos. Isso tudo aumenta o humor mais do que qualquer outra coisa.

Eles são feijões ou não?

Walsh: Todo mundo costuma chamá-los de feijões. Nunca os chamamos de feijões ou jujubas internamente. O game te diz "Personalize seu Fall Guy" ou "Você tem uma nova skin para seu Fall Guy", e todos os chamam de jujubas ou feijões na internet, o que foi bem interessante de se observar. Estamos meio que perdendo o controle de nossos próprios personagens neste ponto.

Jackson: O que eu acho engraçado é que é uma skin em cima de outra. Sempre que você pensa no Fall Guy, ele sempre está usando uma skin, não importa o que esteja acontecendo.

Walsh: Tem uma discussão na comunidade: há um Fall Guy dentro de um Fall Guy? Existem muitas teorias de fãs rolando no momento sobre onde o Fall Guy termina e a skin começa que são bem bizarras. Não vou dar uma resposta definitiva.

Como é a aparência do Fall Guy sem a aparência de Fall Guy?

Jackson: Não posso dizer ainda. Podemos descobrir um dia, mas nunca se sabe. Já temos skins que revelam que seu corpo é oco. Pode ser um holograma, no entanto, pelo que sei.

Como vocês chegaram à cor “rosa chiclete” padrão?

Jackson: Nosso design gráfico original era muito baseado nas cores neon, rosa, azul e amarelo. Foi assim por jogo todo. Nós sempre soubemos que queríamos que nossos Fall Guys tivessem algo rosa ou azul.

A maioria das cores veio de alimentos e doces. Então, enquanto eu estava fazendo pesquisas no início, passei a maior parte do meu tempo no Instagram procurando por personagens inspirados em comidas, olhando os sorvetes mais chiques e os doces mais estranhos e pegando todas essas combinações de cores. Todos os meus nomes para os esquemas de cores que eu imaginei se chamavam ‘doce de chocolate e hortelã’, ‘smoothie de banana’, e coisas do tipo.

Todo mundo pegou a ideia de que eles podem ser um pouco como jujubas e isso foi, da minha perspectiva, totalmente intencional. Eu queria que você batesse o olho neles e sentisse um prazer por conta das cores e do formato.

Quantas skins o jogo tem agora?

Walsh: Existem mais de 300 itens no jogo que você pode desbloquear. Há cerca de 50 skins diferentes, 50 cores diferentes, 50 padrões diferentes, etc. Alguns deles são projetados como um conjunto.

Jackson: Sim, e você pode ter qualquer combinação, pode personalizar seu rosto, suas cores e padrões, sua parte superior e sua parte inferior. Portanto, assim que você começa a misturá-los, temos mais de mil combinações com certeza.

Walsh: Às vezes, alguém tem uma ideia muito boa para um padrão que nos faz rir. Isso entra no jogo porque achamos engraçado. Eu diria que essa é a força motriz de qualquer skin: nos faz rir o suficiente para querer colocá-la no jogo?

O que acharam das ideias para skins e artes que viram nas redes sociais?

Jackson: O que acontece com os Fall Guys é que eles são muito fáceis de personalizar, pois são muito simples. Acho que os primeiros que vimos foram as listas de desejos de muitas pessoas, o que elas queriam ver no jogo.

Acho que muitos fãs fizeram o mesmo: "E se God of War estivesse em Fall Guys? E se isso estivesse em Fall Guys?". Esses são os que lembro de ter visto antes de tudo; esses são os que me animaram.

A primeira vez que vi uma empresa de verdade fazer isso, percebi que era uma coisa realmente interessante. O que se destacou por algum motivo, e talvez só porque era ruim, foi o do Walmart. Era uma espécie de jaqueta do Walmart e eu pensei: "não”.

Walsh: Sim, eles tentaram tirar isso o mais rápido possível. Seja o primeiro a saltar.

Jackson: Sem querer criticar ninguém, mas alguns fizeram algumas maquetes bem rápidas. Adoro que as pessoas tenham tentado, adoro tudo. Portanto, não vou desencorajar ou menosprezar ninguém que tenha feito isso. Tirando o lado da marca, algumas das minhas favoritas são aquelas que as crianças fazem. Recebemos tantas imagens de designs de skins que as crianças criaram com base em torradas ou sorvete. Eu amo esses, é muito legal ver a imaginação das pessoas.

Walsh: As crianças tendem a escrever histórias para cada skin também. Não é apenas uma skin. É algo como “o Homem-Torrada costumava ser a torrada mais deliciosa do mundo, e então ele se transformou magicamente!"... Eles realmente criam uma história, e eu acho adorável.

O Homem-Torrada precisa ser uma skin no Fall Guys o mais rápido possível. Como os usuários podem ter suas próprias skins no jogo?

Jackson: Temos um concurso de skins criados na comunidade. Todo mês, recebemos skins enviadas pelos fãs. Eu e algumas outras pessoas analisamos e escolhemos as melhores, e então pelo menos um por grupo se transforma em uma skin de verdade no jogo. Essa é sempre a maneira mais fácil de fazer seu design: desenhe uma skin muito legal, e então vamos dar uma olhada nela e se acharmos que é legal, ela vai entrar. O único problema é que desde (o lançamento), tivemos cerca de 10.000 ideias para skins, o que está tornando a seleção bem difícil.

Os usuários vão conseguir criar suas próprias skins no jogo?

Walsh: Inicialmente, falamos muito sobre como o personagem seria personalizável, mas há um certo ponto em que fica muito difícil para nós realmente carregar tantos personagens complexos no jogo.

Muitas vezes, com essas coisas de caráter criativo que você vê em jogos da NBA ou Fifa, há apenas um de vocês na tela personalizado, enquanto nós temos que colocar 60 no mesmo servidor. Em certo ponto, temos que definir esse limite entre as personalizações, mas garantindo que o jogo funcione. Mas acho que encontramos um bom meio-termo, sabe? Você pode realmente criar um personagem com todos os tipos de personalidades, mesmo com a quantidade bastante simples de opções que oferecemos.

O que vocês tem a dizer sobre a frequência de lançamento de novas skins? O que os jogadores podem esperar?

Walsh: Acho que quando as grandes temporadas chegarem, é quando as pessoas podem esperar um grande fluxo de novos figurinos. Esse realmente será o ponto em que daremos às pessoas muitas coisas novas e empolgantes para fazerem com seus personagens, porque vamos ter o tema dessas temporadas de maneiras diferentes.

Parte da escolha dessas temporadas é escolher um tema que achamos que apoia um monte de novas ideias de skins. O sonho é que cada vez que você abrir a loja, haja sempre algo novo e hilário para usar em seu personagem. Nossa temporada atual vai até o final de outubro. Não esperávamos que o jogo explodisse assim, e isso está realmente jogando todos os nossos planos pela janela em termos de como esperávamos que o mundo de Fall Guys fosse, então acho que as coisas podem mudar ao longo dos próximos meses.

Quais foram suas skins preferidas de marcas ou as que você mais achou inteligente?

Jackson: Há alguns que eu não gosto necessariamente, mas aprecio do esforço feito. O KFC se esforçou muito e fez um design legal, mas nunca iria para o jogo. De qualquer maneira, fiquei meio impressionado. Ah, parte do concurso que estamos fazendo, aquele que é como uma combinação entre Mr. Beast e AimBot, é muito legal. É um estranho lobo azul com relâmpagos rosa. Embora tenhamos tendência a buscar coisas engraçadas, eu também tenho um pouco de fraqueza por coisas legais. Então, estou sempre tentando me infiltrar em algo que acho que pode ser legal. E eu achei isso particularmente legal.

Quantas parcerias o jogo tem atualmente e o que está por vir?

Walsh: Acho que fizemos cerca de seis até agora. Três com a Valve (incluindo P-Body, de Portal 2, e Gordon Freeman, de Half Life 2) e três com a Devolver (incluindo Bullet Kin de Enter the Gungeon), e temos mais alguns que estão alinhados para nos levar até o final de segunda temporada também.

Já temos mais alguns planos que estão na fila para entrar. Estamos conversando com muitas pessoas e recebemos novos emails todos os dias. Não vamos usar marcas por usar, acho que deve haver uma razão por trás disso.

Como será o futuro das parcerias personalizáveis?

Jackson: Realmente não posso dizer. Obviamente, isso vai se resumir ao que é certo para o jogo e para a comunidade. Seremos muito, muito exigentes. Não vamos fazer parceriais estranhas com empresas com as quais não acreditamos.

Walsh: Uma coisa sobre a qual conversamos muito é como isso se encaixaria no mundo dos esports. Não achamos que o jogo seja competitivo. Acho que o que realmente nos anima é fazer coisas para caridade. Parece ser uma ótima maneira de fazer isso de uma forma mais positiva do que apenas encher o jogo de marcas. O que queremos é levantar dinheiro para a caridade da maneira que estamos fazendo agora com a nossa primeira skin de parceria.

Texto originalmente publicado em ESPN Esports.