<
>

Jogamos: CrossfireX traz nostalgia de um dos maiores jogos de tiro ao Xbox One

Nesta quinta-feira (25) chegou ao programa Xbox Insider a versão beta de CrossfireX, a nova geração do jogo de tiro que foi um grande concorrente de Counter-Strike 1.6 e que foi um grande sucesso no mundo dos esportes eletrônicos por muitos anos e que ainda é bastante popular no Brasil e outros países ao redor do mundo.

Porém, é inegável que Crossfire mostra sinais da idade e precisava passar por uma atualização. É exatamente aí que entra a versão “X”, que recebeu uma grande repaginação tanto nos gráficos, quanto em mecânicas.

“Após 10 anos de sucesso no PC, chegou a hora de explorar novas plataformas e trazer nossa visão sobre o gênero FPS para os jogadores de console com o CrossfireX”, diz Sooro Boo, produtor executivo da Smile Gate, empresa responsável pela franquia em entrevista exclusiva para o ESPN Esports Brasil.

“Nós reinventamos nosso jogo para Xbox para criar uma experiência de tiro em primeira pessoa em ritmo acelerado e de alta intensidade, onde os jogadores entram em conflito entre as duas mais formidáveis ​​facções militares privadas do mundo, a Black List e Global Risk”, conta o produtor.

Nessa nova versão, o game não apenas vai trazer modalidades conhecidas para os jogadores de velha guarda, como também novidades que vão dar um ar novo nesse mundo onde os jogos de tiro tático estão em alta.

Começando pela campanha single player, que está em desenvolvimento pela Remedy, a produtora de jogos como Alan Wake, Quantum Break e Control. “Estamos entusiasmados por trabalhar em estreita colaboração com nossos amigos e parceiros na Remedy Entertainment para criar um mundo ambicioso e autêntico para os fãs experimentarem uma nova história do CrossfireX”, conta Boo.

O modo solo vai justamente criar um pano de fundo para os jogadores conhecerem os locais, as histórias das organizações e ainda dar um contexto geral sobre o motivo das duas facções estarem em guerra. “Durante toda a campanha e o conjunto de jogadores múltiplos, os jogadores jogarão como membros das facções em conflito: Black List e Global Risk, à medida que entram no conflito entre as duas facções militares privadas mais formidáveis ​​do mundo”, conta o produtor.

Apesar de os detalhes da campanha solo ser mantida em segredo, o ESPN Esports teve a oportunidade de testar justamente o que mais interessa aos fãs dos esportes eletrônicos: o multiplayer.

NOSTALGIA E NOVIDADES

Antes de qualquer coisa preciso ser bastante honesto: eu não acreditava que um jogo tático como CrossfireX poderia funcionar nos consoles. Jogos desse tipo requerem muita coordenação e controles ágeis e, geralmente essas duas partes não andam juntas em consoles. Felizmente meu receio inicial foi superado em poucos minutos de jogo.

Pudemos testar os modos Team Match Clássico, no qual um dos times planta a bomba enquanto o outro tenta impedir que isso aconteça. O mapa que jogamos foi o Black Widow, que era o meu favorito em Crossfire.

O impacto de ver o mapa redesenhado no Xbox One foi muito grande. Demorei alguns rounds apenas olhando os detalhes e algumas mudanças que foram feitas. É nesse modo que os fãs vão se sentir em casa, pois é exatamente a ação que você conhece: armas empunhadas, controlar pontos táticos, plantar a bomba e domar o coice das armas. Black Widow tem algumas mudanças nos pontos de acesso aos bomb sites, mas nada que descaracterize o mapa. Entretanto, senti que os defensores vão precisar encontrar outros pontos para se posicionar e proteger.

Outra modalidade clássica que está presente na versão beta é o “Spectre”, no qual os Black List usam roupas que os deixam invisíveis e contam apenas com armas brancas para atacar, bastando um ataque certeiro para eliminar seus adversários. Já os defensores podem usar as suas armas de fogo, porém, mesmo com o armamento pesado, eles são mais vulneráveis do que os atacantes.

Mas CrossfireX não vai ser um jogo que conta apenas com a nostalgia. A Smilegate criou uma modalidade chamada “Point Capture”, que é uma variação de defender certos locais do mapa para angariar pontos. A partida no Point Capture se passa em um shopping center onde existem dois locais de captura, porém, depois de atingir uma quantidade de pontos, os dois times vão para uma área externa e disputam um único ponto até o fim da partida.

De acordo com produtor, esses são apenas os primeiros detalhes que vamos ver na versão final de CrossfireX. Segundo Boo “CrossfireX é definido por sua rica variedade de modos de jogo e experiências em FPS. Quer você goste de vários jogadores competitivos e seus modos de jogo exclusivos ou deseje uma experiência para um jogador, o "CrossfireX" agradará jogadores de FPS de todos os tipos”.

Além disso, assim como aconteceu com o original, a Smilegate vai continuar a trazer novidades no futuro “Todo esse conteúdo continuará evoluindo ao longo do tempo, de acordo com nosso modelo free to play”, diz.

CrossfireX está previsto para chegar no Xbox One, Xbox Series X e PC ainda em 2020, porém você pode se inscrever no programa Xbox Insider para testar esses três mapas no Xbox One ainda hoje. Para isso basta baixar o aplicativo Xbox Insider no seu console.