<
>

Central Esports: LeoMane fala sobre cenário competitivo, beta e lançamento de Legends of Runeterra

Leo "leomane" Almeida, jogador de Legends of Runeterra Arquivo pessoal

Legends of Runeterra, o jogo que deu significado ao plural do nome Riot Games, foi lançado no último dia 30 de abril, chegando para computadores e celulares do mundo tudo.

Após aproximadamente três meses de testes, o card game inspirado no universo de League of Legends passou por diversas mudanças e voltou a estar entre os jogos mais assistidos no Twitch.tv e reunindo uma enorme comunidade ao seu redor, como o jogador profissional e streamer Leo Almeida, mais conhecido como “LeoMane” o convidado do Chat Aberto do Central Esports.

No programa que você ouve logo abaixo, LeoMane fala do torneios que já aconteceram, da fase beta e também sobre o lançamento e futuro de Legends of Runeterra. Não apenas isso, o jogador profissional fala também sobre o universo dos card games, como HearthStone e Magic the Gathering Arena.

Apesar de a Riot ainda não ter realizado um torneio oficial de LoR, o jogo possui um grande potencial para criar um cenário competitivo robusto. “Eu acho que [Legends of Runeterra] tem várias similaridades com HearthStone”, diz Leo, “e eu acho que várias coisas ainda estão sendo exploradas, como o melhor formato.

“Eu estou bem confiante de quando eles fizerem algo oficial vai ser bastante estruturado, porque eles têm muita informação sobre o que funciona, como o próprio HearthStone, o Magic... O [chefe] de play desing deles é um vencedor de Pro Tour de Magic, o Steve Rubin. Ele é um cara muito, muito bom e tem muita experiência nisso”, diz Leo.

O jogador também comenta sobre o lançamento oficial do jogo e das novas cartas, coisa que ele já faz em seu programa semanal no Twitch.tv e no YouTube. Sobre a nova região que chegou no lançamento, Águas de Sentina, Leo diz que “Eu acho que o jogo ficou muito melhor, sendo bastante sincero. [...] Eu acho que tem algumas coisas novas, e isso traz novos jogadores, claro, e aprender as coisas novas é muito legal”.

Sobre as cartas chegarem bem mais fortes do que as que já estavam presentes, Leo fala que “Eu acho que, sim, as cartas dessa expansão vieram um pouco mais fortes e você é meio forçado a aprender a jogar com elas, mas é um processo. A MF e o Nautilus acho vão tomar nerfs, [...] mas o jogo está bem legal e tem diversas formas de se jogar”.

Porém, Leo ressalta que durante a fase de beta a Riot foi bastante presente e fez os ajustes necessários para não deixar cartas e regiões desbalanceados – algo que sempre é um problema em diversos card games.

Confira a conversa com Leo na íntegra e comente nas redes sociais se você está gostando do novo formato do podcast do ESPN Esports Brasil usando a #CentralEsports. Diga o que você está gostando, o que poderia ser melhor e dê sugestões sobre temas, entrevistados e outros esports que você gostaria de ouvir no programa.