<
>

Real Madrid de Asensio é o grande campeão da 'LaLiga Virtual' em Fifa 20

Marco Asensio do Real Madrid é o campeão do torneio beneficiente da LaLiga Getty Images

O Real Madrid, controlado por Marco Asensio, foi o grande campeão da LaLiga Santander Challenge, torneio beneficente de Fifa 20 organizado pelo streamer Ibai Llanos em parceria com a própria LaLiga para o combate ao coronavírus. Asensio venceu o favorito Aitor Ruibal, do Leganés, na grande final por 4 a 2.

A versão virtual do Campeonato Espanhol foi uma iniciativa de Ibai que aproveitou a paralisação da LaLiga para mobilizar diante da pandemia de covid-19. O torneio arrecadou mais de € 140 mil ao decorrer do final de semana.

Entre sexta-feira (20) e domingo (22), 18 das 20 equipes da primeira divisão da Espanha foram representadas no torneio por um de seus atletas. Apenas as equipes de Mallorca e do Barcelona ficaram de fora: Mallorca por não ter um representante e o Barça por ter assinado um contrato exclusivo com PES 2020.

Cada participante controlou sua equipe, mas o nível foi igualado com todos os jogadores no game com o mesmo valor (rating em 85).

A PARTIDA

As duas equipes já mostraram porque eram as finalistas logo nos primeiros minutos de partida. Com um jogo tático bem intenso, Leganés e Real Madrid alternavam momentos de perigo e que colocavam os goleiros para trabalhar.

Aos 27min, Asensio, com sua própria versão virtual, inaugurou o placar. O roteiro foi diferente do que estávamos vendo até então pelo final de semana, já que o meia do Real Madrid apostava bastante nas jogadas abertas. A construção do gol, porém, se deu pela entrada da área. Poucos minutos depois, Hazard quase ampliou chutando do mesmo setor.

Ruibal tentou acelerar o ritmo do jogo, mas não conseguia criar oportunidades. Apostando muito nas inversões de bola, Asensio chegou ao segundo gol com Hazard nos acréscimos antes do intervalo.

E o domínio do Real Madrid se seguiu logo nos minutos iniciais da etapa complementar, quando Modrić fez 3 a 0 no placar. Tendo chutado apenas duas vezes ao gol e com a desvantagem no placar, Ruibal se viu obrigado a promover mudanças táticas no time. Assim, o Leganés passou a se fechar mais no meio de campo e com a mentalidade de avançar em bloco para a entrada da área madrilena.

As alterações táticas até que surtiram efeito, mas faltou eficiência numa chegada mais perigosa de Ruibal ao chutar com Gil, aos 59min. Asensio sentiu mais dificuldade de chegar ao gol adversário, com o jogo ficando bastante travado em alguns momentos.

Aos 78min, Ruibal conseguiu, enfim, balançar as redes, mas Asensio, com sua própria versão digital, já tratou de manter a boa margem no placar: 4 a 1.

O Leganés chegou a povoar o ataque com quatro jogadores ofensivos, o que deixou tudo mais eletrizante. O time conseguiu diminuir a diferença com o segundo gol marcado, mas, ainda assim, não foi suficiente. Sabendo lidar com a pressão de Ruibal, Asensio apostou em jogadas de contra-ataque para se segurar até o apito afinal.