<
>

MlkBahea e ÉRRED13: Você pode enfrentar jogadores de SP e Inter no CS e nem desconfiar

Jean durante treino do São Paulo, no CT da Barra Funda GazetaPress

Duas das modalidades esportivas mais amadas do Brasil, futebol e Counter-Strike estão mais interligadas do que se possa imaginar. Você, que nas horas vagas curte jogar o FPS desenvolvido pela Valve, talvez sem nem saber já pode ter enfrentado ou atuado ao lado de jogadores de Avaí, Figueirense, Internacional e São Paulo.

Integrantes da equipe profissional do São Paulo, o goleiro Jean e o meia Everton Felipe foram vistos recentemente em partidas promovidas pela Gamers Club. Conforme constam nos perfis dos atletas dentro da plataforma, o camisa 1 possui mais de 200 partidas e é level 19 - um dos mais altos -, enquanto o ponta está no nível 10.

Jean e Everton jogam sob as alcunhas de MlkBahea e EF97, respectivamente. Os dois, contudo, não são únicos profissionais do futebol que estão presentes na GC. Em rápida pesquisa pela plataforma, o ESPN Esports Brasil encontrou perfis de atletas que atualmente estão vestindo a camisa de outros clubes brasileiros.

XxX é o nick que Andrigo geralmente utiliza nas partidas. O meia do Figueirense é membro da GC desde 2017, já disputou mais de 200 partidas e atualmente se encontra no level 13. Quem está no mesmo nível é Rodrigo Dourado, do Internacional, que já jogou um total de 474 partidas desde 2017. Um pouco acima está D1D1C0. Ou melhor dizendo, Brenner Marlos, atacante do Botafogo, que em dois anos participou de 979 jogos.

Os três, inclusive, são integrantes da equipe TLX Gaming, que já disputou alguns campeonatos na GC como Domingueira, Balada Gamers, Liga Amadora e Liga Beta nos últimos meses.

Essa não é a primeira vez que jogadores profissionais de futebol são vistos no Counter-Strike. Em abril deste ano, Neymar, Gabriel Jesus, Nenê, Gabriel Jesus, Lucas Lima e outros atletas participaram de uma ação promovida pela Furia.

TROCA DE CAMISA

Falando dos Panteras, a organização brasileira presenteou o meia Arthur com a recém lançada camisa. Em retribuição, o atleta do Barcelona deu ao fundador da Furia o manto do clube catalão.