<
>

Em meio a tantas estrelas, JackeyLove tem destacado seu protagonismo na iG

Yu "JackeyLove" Wen-Bo, da Invictus Gaming. David Lee/Riot Games

Entre todas as equipes de League of Legends do globo, Yu "JackeyLove" Wen-Bo seria a “joia da coroa”. Ele foi contratado pela Invictus Gaming quando tinha apenas 15 anos de idade, dois anos antes de poder fazer sua estreia profissional. A equipe chinesa já sabia que ele era especial e que poderia, um dia, ser tão polido quanto o mais famoso astro de League of Legends do país, o atirador da Royal Never Give Up, Jian "Uzi" Zi-Hao.

Três anos após se juntar à Invictus Gaming, ele conquistou algo que Uzi não conseguiu: ganhar um campeonato mundial. Em entrevistas, ele é quieto, mas confiante, fala com clarezas e demonstra poucas dúvidas em suas respostas. Ele é o tipo de talento que as equipes lutam para ter em seus elencos.

No entanto, Jackeylove não é a joia da coroa da Invictus Gaming. Para ser honesto, ele nem é o braço direito da joia da coroa. Quando as pessoas pensam nos campeões mundiais, pensam primeiro em seu meio Song "Rookie" Eui-jin, MVP da liga e o rosto da equipe. Se não é Rookie o primeiro a ser lembrando, então surge Kang "TheShy" Seung-lok, um adolescente que foi criado sob as asas de uma grande organização chinesa, a Team WE, e se transformou em um talento de classe mundial. TheShy possui algo a mais, já que sua dominância na rota superior já é lendária, em um nível que poucos alcançaram em League of Legends.

Há até quem cite o caçador da equipe, Gao "Ning" Zhen-Ning, e seu desempenho na final do Mundial que lhe rendeu a honraria de MVP com um estilo de jogo mundialmente famoso.

É uma equipe com superstars em todas as funções e que, juntos, formam um time como nenhum outro na LPL. E embora o mundial do ano passado possa ter sido focado em torno de seus companheiros mais experientes, o Mid-Season Invitational deste ano vem destacando Jackeylove. Enquanto os outros times da fase de grupos tentaram deter TheShy e Rookie, a iG liberou Jackeylove para jogar sem amarras, mudando de campeão para campeão com sucesso, independentemente do personagem escolhido pelo adversário.

"Muitas equipes querem um jogo estável, ter um estilo estável de atuar", disse Jackeylove durante entrevista à ESPN. "Mas em nosso caso, acreditamos no ‘tudo ou nada’. Então, quando ganhamos uma grande teamfight, tomamos muito do mapa, e quando perdemos, parecemos ruins. Esse é o nosso estilo".

Esse estilo está a duas vitórias de ser o primeiro time na história da MSI a completar a fase de classificação sem perder um único jogo. Isso não quer dizer que a trajetória tenha sido completamente tranquila, já a equipe Phong Vu Buffalo, quase bateu a iG em sua primeira partida no torneio. Mas no final, os campeões mundiais prevaleceram. Não importa o tamanho da encrenca que a Invictus se encontre, sua equipe sempre é capaz de sair do buraco, geralmente com um pouco de talento para valorizar a reviravolta.

Em um time cujos jogadores curtem comprar roupas e sapatos de grife, seu lema é trabalhar até a perfeição. Eles estão ariscando muito e se dando bem.

"Não acho que realmente exista [outro time que não esteja da MSI e que gostaria de enfrentar]", disse Jackeylove. "Acho que é praticamente o mesmo [resultado], não importa quem enfrentamos".

No grande jogo da fase de grupos contra a SK Telecom T1, Jackeylove escolheu a sua assinatura, Draven, e teve uma partida que será lembrada quando sua carreira acabar. A iG derrotou a tricampeã mundial SK Telecom T1 em um tempo recorde de 16 minutos e 1 segundo.

Dias depois, a afortunada Team Liquid até assumiu o controle da partida por alguns minutos, até que a iG venceu uma teamfight decisiva e transformou uma derrota certa em uma vitória.

E quanto a G2 Esports, a equipe do torneio que parecia estar melhor preparada para desafiar o iG no MSI 2019? Jackeylove marcou 15 abates no jogo contra a equipe e acrescentou outar vitória ao seu recorde.

Durante anos, a região chinesa foi posta em dúvida. Os jogadores eram muito desleixados, não faziam o jeito "certo". Agora, com a mudança do meta e um holofote ligado ao early game com a introdução das barricadas de torre, a maneira "errada" de jogar League of Legends tornou-se o novo mantra do MOBA. Se você for sonolento até os 20 minutos de partida, pode não chegar ao vigésimo primeiro minuto.

Não acredite em nós? Olhe para a SKT e veja o que sofreram nas mãos da Invictus Gaming.

"Nós vencemos todos os nossos jogos muito bem até agora", disse Jackeylove. "Às vezes cometemos mais ou menos erros, então, no geral para mim, ainda não houve um adversário a nossa altura”.

Nota do tradutor: pelo returno da fase de grupos, a SKT venceu a Invictus Gaming nesta terça-feira (14).