<
>

Equipe Williams anuncia volta de Robert Kubica à Fórmula 1

play
Fórmula 1: Interlagos enche e torcida mostra gosto pela categoria mesmo sem pilotos brasileiros (2:30)

Grande Prêmio do Brasil teve ótimo público, apesar da temporada já estar decidida (2:30)

Oito anos depois de um grave acidente em uma prova de rali, quando quase teve o braço amputado, Robert Kubica está de volta à Fórmula 1.

Nesta quinta-feira o piloto polonês foi anunciado como um dos pilotos da equipe Williams para a temporada, tendo George Russell como seu companheiro. Kubica passou 2018 como reserva e piloto de desenvolvimento da equipe.

“Em primeiro lugar eu gostaria de agradecer a todos que me ajudaram durante este que foi um período difícil da minha vida nos últimos anos. Foi uma jornada desafiadora para voltar para o grid da Fórmula 1”, disse Kubica.

“Mas o que parecia quase impossível agora está parecendo possível, e estou animado por poder dizer que estarei no grid da Fórmula 1 em 2019”, completou.

“Com certeza foi uma longa jornada para chegar até aqui, mas esse desafio agora chega ao fim com o anúncio, e um novo desafio começa trabalhando com a Williams na pista. Não vai ser fácil, mas com trabalho duro e dedicação, ambos, George e eu, vão trabalhar juntos para tentar ajudar o time a chegar na melhor forma e subir no grid”, afirmou.

A última corrida de Kubica na Fórmula 1 foi o GP de Abu Dhabi de 2010, pela Renault, em que terminou na quinta posição. Meses depois, em fevereiro, sofreu o acidente em uma prova de rali, mas não largou o automobilismo, mesmo sofrendo com algumas limitações devido à lesão.

Kubica fará seu primeiro teste justamente no mesmo circuito em que fez sua última prova na principal categoria do automobilismo. Na próxima terça-feira ele pilotará o FW41 em Abu Dhabi.