<
>

São Paulo fecha acordo de cinco anos para receber etapa da Fórmula E; prova de acontecer no Anhembi

A organização da Fórmula E fechou acordo de cinco anos para realizações da categoria em São Paulo; prova de acontecer no Sambódromo do Anhembi


O Brasil receberá em 2023 sua primeira prova da Fórmula E. A categoria dos carros elétricos fechou acordo com SPTuris, empresa oficial de turismo e eventos da cidade de São Paulo, para a realização de um ePrix na capital paulista na próxima temporada. O acerto de cinco anos, que ainda prevê a extensão de um ano adicional, foi assinado em Mônaco, e teve ainda a participação da GL Events, responsável pela gestão do evento.

A previsão é de que o ePrix do Brasil seja realizado no dia 25 de março, tendo como palco o Sambódromo do Anhembi, que fica localizado na zona norte da capital. O local recebeu provas da São Paulo Indy 300 entre 2010 e 2013.

“Estamos felizes em anunciar que a Fórmula E vai correr no Brasil. O país tem uma antiga e enorme paixão pelo automobilismo, é um grande mercado como um dos maiores países do mundo e São Paulo é um local histórico de corridas”, disse Alberto Longo, CEO e co-fundador da Fórmula E.

“Mal posso esperar para receber os fãs brasileiros. Eles são incríveis. Será uma atmosfera única. Os fãs poderão ver o salto de tecnologia e desempenho dos novos carros”.

Os 'novos carros' citados por Alberto Longo são os monopostos da chamada terceira geração (Gen3), que irá para as pistas em 2023. A expectativa é de que as máquinas elétricas atinjam a velocidade máxima de 322 km/h, o que representaria um pico de 40 km/h a mais do que o obtido pelos veículos Gen2.

A confirmação sobre a inclusão do Brasil no calendário da Fórmula E acontecerá na reunião do Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), previsto para junho.