<
>

Corinthians vence São José na Fazendinha, quebra recorde mundial com 28 vitórias seguidas e avança no Brasileirão

play
Bibiana Bolson diz que 2019 é ano de transição no futebol feminino: 'Ano que vem não tem mais desculpa' (0:52)

'Precisa para ontem esse olhar de calendário', disse a comentarista (0:52)

Nessa quarta-feira, o Corinthians entrou em campo em partida pelo Campeonato Brasileiro feminino, venceu o São José e fez história, se tornando o time com mais vitórias consecutivas em todos os tempos, segundo o Guinness Book: 28.

Essa foi a partida de volta das quartas de final da competição. Na ida, a partida foi 4 a 1, no interior paulista. Nesse meio de semana, na Fazendinha, o placar foi de 1 a 0, gol de Millene. Aos 44 do segundo tempo, a goleira Taty Amaro fez uma defesa incrível que garantiu o recorde. Agora, elas esperam a definição das outras partidas dessa fase para descobrir contra quem será a semifinal - Internacional ou Flamengo.

Essa foi a 28ª vitória seguida do Corinthians, que agora se isolou como detentor do recorde mundial de triunfos consecutivos no futebol. Até hoje, elas estavam empatadas com o The New Saints, do País de Gales, que já havia feito isso em 2016.

Nacionalmente, o time já havia batido o recorde após a vitória contra a Ponte Preta no sábado, dia 10.

Depois de outubro, o Corinthians só perdeu uma vez: para o Santos, por 2 a 1 na 2ª rodada do Brasileiro, para então conquistar apenas vitórias – sem empates.

Com isto, são 28 jogos, 28 vitórias e um total de 154 dias sem saber o que é perder. A partir daí, o Corinthians anotou 96 gols e sofreu apenas 8.

GOLEADAS

Daí em diante, o Timão engatou e foi só vitória. A primeira, de cara, foi uma goleada contra o Internacional, no dia 26 de março. Em casa, o Corinthians venceu por 5 a 0, em partida válida pela 3ª rodada da série A1 do Brasileiro.

A maior de todas as goleadas foi por 9 a 0, em cima do São Francisco, da Bahia, na 11ª rodada do Brasileirão e com direito a 3 da Millene, artilheira isolada do torneio, com 17 gols.

Tá pouco? Tem mais.

O Corinthians teve ainda um placar de 7 a 0, na 4ª rodada do Brasileiro em cima do Sport e não parou por aí. Além do largo 5 a 0 contra o Inter, o Timão repetiu o placar mais duas vezes: contra a Portuguesa, pela 2ª rodada do Paulista e contra o Vitória das Tabocas, pela 9ª rodada do Brasileiro.

Depois ainda tiveram 4 vitórias por 4 a 0, começando em cima do ‘ex-parceiro’ Audax seguido do Juventus – na mesma semana – uma pelo Brasileiro e outra, pelo Paulista. Na 10ª rodada do Paulista, novamente Juventus, novamente 4 a 0 e, por último, no Brasileirão, o mesmo placar em cima do Minas Brasília Tênis Clube.

Nessa reta final, teve um 6 a 0 sobre a Ponte Preta, pelo Paulista. Os últimos dois jogos fora de casa, também foram goleadas: 4 a 1 no São José, 4 a 0 na Ferroviária.

ARTILHEIRAS

O Corinthians está deixando sua marca na artilharia da série A1 do Brasileiro. A liderança do time e do torneio é de Millene, que balançou a rede 19 vezes.

Gabriela Nunes está empatada em 4º lugar, com Raiza Santos, do Flamengo. Ambas somam 9 gols. Em seguida, ao lado de Verena Amorim (Vitória) e Fernanda Baptista (São José), vem Giovanna Crivelari, com 8 gols.

Mais para baixo, Victoria Albuquerque marcou 6, Adriana e Gabi Zanotti com 4 e com um, Tamires Souza, Katiuscia, Tamires Britto, Carina, Diany e Ingrid também fizeram os seus.

Já no Paulista, a liderança geral não é do Corinthians: Dani (Juventus) e Mariana (Ponte Preta) empatam com 7 de cada lado. Mas o alvinegro não deixa a desejar: Victoria vem na vice-liderança com 6 gols, seguida de Adriana e Gabi Nunes, que anotaram 5 cada.

AS CONVOCADAS

Como esperado, o Corinthians tem suas representantes na seleção brasileira. Na convocação feita por Pia Sundhage, na última terça-feira (20), três alvinegras foram selecionadas pela sueca: a lateral Tamires, a zagueira Érika e a atacante Milene.

HISTÓRICO

O Corinthians voltou ao futebol feminino em 2016, depois de ter ficado 7 anos parado. No início, o clube fez uma parceria com o Grêmio Osasco Audax e, sob os comandos de Arthur Elias, conquistou a Copa do Brasil no mesmo ano e, em seguida, o título inédito da Libertadores de forma invicta.

A parceria com o Audax teve fim entre o final de 2017 e o início de 2018, quando o Corinthians sentiu que era o momento de seguir sozinho e, com as novas regras da Conmebol e CBF em relação aos times masculinos contarem com times femininos entrando em vigor no ano seguinte, aproveitou o gancho.

A decisão acarretou na exclusão do time na Libertadores de 2018, já que o CNPJ cadastrado era do Audax como atual campeão. Mas por outro lado, o Corinthians foi vice-campeão Paulista e conquistou o título do Campeonato Brasileiro, estando assim garantido para a Libertadores 2019.

O time está atualmente nas quartas de final do Campeonato Brasileiro e enfrenta o São José já venceu a partida de ida por 4 a 1 - a volta será na próxima quarta-feira (21), às 19h30. Já no Paulista, que está em sua segunda fase, o próximo jogo também é contra a Ferroviária, no próximo sábado às 11h.