<
>

Ex-técnica da seleção diz que deixaria Marta fora da Copa do Mundo se ela não estivesse 100%

play
Técnica do Santos, Emily Lima mira curso da UEFA após tirar a Licença PRO da CBF (1:06)

Comandante das Sereias da Vila tem intenção de trabalhar fora do Brasil (1:06)

Técnica das Sereias da Vila, Emily Lima comandou a seleção brasileira durante 10 meses. A treinadora foi demitida pela CBF para a entrada de Vadão. Na época, Emily tinha 13 jogos e somava 7 vitórias, 1 empate e 5 derrotas.

Experiente, em entrevista a UOL Esporte, Emily afirmou que não convocaria Marta caso ela não estivesse recuperada. “Quero acreditar que ela foi convocada 100% para estar na Copa do Mundo. Acredito muito nisso. Se ela foi convocada com algum tipo de lesão só para estar no grupo, não vejo isso como positivo. Essa é minha opinião”, disse.

Poucos dias antes do início da Copa do Mundo, a seis vezes melhor do mundo sentiu uma lesão na coxa e não conseguiu se recuperar a tempo do primeiro jogo do Brasil. Marta ainda teve algumas lesões no ano passado, inclusive saiu de um amistoso contra a Inglaterra ainda no 1º tempo por conta de dores na coxa esquerda.

“Se eu estivesse lá e ela estivesse machucada, eu preferia uma que estivesse 100%. Copa do Mundo é Copa do Mundo, você olhou para o banco, tem que ser para resolver, não pode ser só mais uma”, completou a comandante do Santos

Marta já treinou com bola e pode voltar a atuar na próxima quinta-feira (12) contra a Austrália, no segundo jogo da seleção pelo grupo C, mas Vadão ainda não anunciou quem será a equipe titular.

“A gente não pode dizer ao certo, porque não tenho nenhuma documentação médica dela, então é só eles mesmo que podem dar essa certeza. Mas acredito ainda que essa 1ª fase vão tentar recuperá-la para na segunda fase ela vir forte”, finalizou Emily Lima.