<
>

Copa América: Argentina vence Brasil por 1 a 0 com golaço de Di María, é campeã após 28 anos e finalmente da 1º título a Messi

play
Herói do título da Argentina, Ángel Di María 'rouba' rede de gol do Maracanã durante comemoração (0:32)

Via @copaamerica | Depois, Di María ainda fez uma chamada de vídeo com a família para mostrar a 'lembrancinha' (0:32)

A Argentina venceu o Brasil por 1 a 0, neste sábado, no Maracanã, pela grande final da Copa América, e sagrou-se campeã do torneio, encerrando um jejum de 28 anos sem títulos.

Ángel Di María, encobrindo o goleiro Ederson com um toque de gênio aos 22 minutos do 1º tempo, cravou a vitória Albiceleste no "novo Maracanazo".

Conteúdo patrocinado por Betano.tv

Com o resultado, os argentinos voltam a ser campeões pela 1ª vez desde 1993, quando ganharam justamente uma Copa América.

Esse é também o 1º título do craque Lionel Messi com a seleção argentina principal.

Antes, ele havia ficado próximo da glória várias vezes, como na final da Copa do Mundo 2014, mas nunca havia levantado um troféu.

Ao Brasil, resta agora um doloroso dado: essa foi a 1ª vez na história que o país perdeu a Copa América quando sediou o torneio.

Resta agora juntar os cacos e pensar nas eliminatórias para a Copa do Mundo 2022...

Melhores momentos

Situação do campeonato

Com a vitória, a Argentina é campeã e recebe um belo prêmio de US$ 10 milhões (R$ 52,6 milhões).

Já o Brasil é vice e fica com o bônus de US$ 4 milhões (R$ 21,03 milhões) pela participação no torneio.

play
1:11

O show de dança de Papu Gómez após a conquista da Argentina em pleno Maracanã

Via @nicolasotamendi30 | No vestiário, o argentino do Sevilla protagonizou movimentos ousados depois da vitória por 1 a 0 da seleção hermana

O cara: Di María

Em uma partida bastante equilibrada, a classe do meia-atacante do PSG acabou fazendo a diferença.

Aos 22 do 1º tempo, ele aproveitou bobeada de Renan Lodi, saiu frente-a-frente com Ederson e "maltratou" o arqueiro brasileiro.

Com um leve toque por cobertura, Di María colocou 1 a 0 no placar e enlouqueceu a torcida argentina no Macaranã.

No restante da partida, ele foi vigiado de perto e não conseguiu mais se destacar, mas seu trabalho já estava feito.

Graças ao seu gol, a Argentina foi campeã e acabou com o jejum de títulos que já durava quase três décadas.

Foi mal: Renan Lodi

Faz uma boa Copa América no geral, mas falhou grosseiramente no lance do gol argentino.

Em uma bola teoricamente fácil, errou domínio e deu de bandeja para Di María abrir o marcador para a Albiceleste.

O erro claramente custou sua concentração, e ele não conseguiu se recuperar em nenhum momento da partida.

No 2º tempo, ainda levou um belo chapéu de Lionel Messi perto da linha lateral, depois fez falta forte em De Paul e levou amarelo.

Passa amanhã, Lo Celso!

Logo no início da partida, Neymar abusou da classe ao aplicar um chapéu maravilhoso em Lo Celso, da Argentina.

Na linha lateral, o camisa 10 brasileiro mostrou muito recurso e fez a festa da torcida canarinho no Maracanã.

play
1:15

Lionel Messi tenta explicar o 'inexplicável' e revela em quem pensou logo após a conquista da Argentina

A Argentina venceu o Brasil por 1 a 0, neste sábado, no Maracanã, pela grande final da Copa América, e sagrou-se campeã do torneio, encerrando um jejum de 28 anos sem títulos.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo no dia 1º de setembro, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo 2022.

O Brasil visitará o Chile, enquanto a Argentina viaja para enfrentar a Venezuela.

Ficha técnica

Argentina 1 x 0 Brasil

GOLS: Argentina: Di María [22']

ARGENTINA: Emiliano Martínez; Montiel, Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; De Paul, Paredes (Guido Rodríguez) e Lo Celso (Tagliafico); Di María (Palacios), Lautaro Martínez (Nicolás González) e Messi Técnico: Lionel Scaloni

BRASIL: Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Emerson); Casemiro, Fred (Roberto Firmino) e Paquetá (Gabigol); Neymar, Everton "Cebolinha" (Vinicius Jr.) e Richarlison Técnico: Tite