<
>

Eliminatórias: Tite elogia Everton Ribeiro e diz que o colocou na mesma posição do Flamengo

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Uruguai, nesta terça-feira, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, o técnico do Brasil, Tite, elogiou todo o grupo da seleção, mas ressaltou a boa atuação do meia Everton Ribeiro.

Segundo o treinador, o camisa 10 foi escalado na mesma posição em que gosta de atuar no Flamengo, seu clube, o que ajudou na melhora de rendimento em relação à partida contra a Venezuela.

"O futebol é uma relação de conjunto, uma peça ajuda a outra, dá condição melhor a outra. Uma parte foi trabalho da comissão, estávamos com problema no lado esquerdo do ataque do Uruguai, direito nosso. Tínhamos que reajustar esse setor. O reajuste foi trazer o Everton onde normalmente ele joga no Flamengo, o jogador se sente mais à vontade assim", afirmou.

"E trouxemos o Gabriel Jesus pra ser dupla com Firmino por dentro. Aí tu pega num plano um pouco mais atrasado, tem jogadores agressivos, agudos, isso deu agressividade à equipe", completou.

Tite também chamou a atenção para a boa partida do atacante Richarlison, que, além de marcar o 2º gol brasileiro, ainda ajudou a marcar a lateral.

"A história do jogo de hoje era diferente da partida contra a Venezuela. Sabíamos que seríamos exigidos mais defensivamente, mas teríamos espaço ofensivamente. Precisávamos de um auxilio do lado esquerdo e o Richarlison fez", pontuou.

O comandante ainda salientou que seu grupo está ganhando cada vez mais experiência rumo à Copa-2022.

"Sinto que a equipe vai se consolidando, rodando, maturando, sentindo as dificuldades, reagindo em cima das dificuldades. Não se domina o jogo o tempo inteiro. Você tem que controlar o adversário. Domínio e controle são diferentes, um é com a bola, o outro é saber se defender. Douglas tomou cartão e eu disse: 'Mantém', em competição leal. Esses jovens, que não são mais garotos, vão criando casca", elogiou.

Com o resultado, o time canarinho segue como único 100% e lidera o classificatório para o Mundial do Catar, com 12 pontos em quatro partidas.

O Uruguai, por sua vez, faz campanha apenas mediana: com 6 pontos, está em 5º lugar, e hoje teria que disputar o playoff para decidir se vai ou não à Copa.