<
>

Ex-UFC, Toquinho celebra recomeço no MMA e promete nova versão após erros do passado

Após mais de um ano e meio sem lutar MMA, Rousimar ‘Toquinho’ está de volta. O brasileiro foi confirmado como reforço do ‘Taura MMA’ e no próximo dia 30 de outubro encara Sean Loeffler. Além de poder praticar novamente a modalidade, esse retorno do meio-médio (77 kg) marca a nova fase da carreira do ex-lutador do Ultimate. Pelo menos foi o que próprio atleta revelou em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight. De acordo com ele, o público pode esperar sua versão melhorada e mais experiente em ação.

A última vez que ‘Toquinho’ lutou MMA foi em dezembro de 2018, quando foi derrotado por Georgiy Kichigin, no RCC. Após conviver com o rumor que havia se aposentado das artes marciais mistas, o brasileiro revelou que precisou tirar esse tempo afastado para resolver problemas que atrapalhavam sua vida e, por consequência, sua carreira. Por isso, Rousimar destacou sua empolgação com o retorno às competições.

“Então eu fiquei esse tempo todo sem lutar porque precisava mesmo descansar. Estava muito sobrecarregado de problemas pessoais e insatisfação em quase tudo que estava sendo feito no meu treinamento. Esse tempo que fiquei de fora acho que foi ótimo para mim para me reorganizar. Acho que posso considerar como um novo recomeço e estou sentindo muita falta, porque amo fazer isso”, explicou.

De 2013 a 2015 ‘Toquinho’ viveu seu inferno astral e colecionou polêmicas. A maior crítica às suas performances era pela insistência na demora em soltar as finalizações aplicadas nos rivais, fator responsável pela sua demissão do Ultimate, em 2013. Em 2015, o lutador recebeu uma suspensão de dois anos pela Comissão Atlética de Nevada por também ter segurado demais uma kimura contra Jake Schields, no evento WSOF – após o incidente, ele também perdeu o cinturão da liga. Ciente dos erros do passado, o brasileiro prometeu que mudou sua forma de agir e garantiu que vai agradar ao público.

“O pessoal tinha uma visão de mim, mas agora com o novo ‘Toquinho 2.0’ acho que todos vão gostar. Agora mais experiente e sabendo como funciona, acho que irei fazer bonito. É o que pretendo. O resto ficou para trás e agora irei fazer grandes lutas e o estilo é o mesmo: bastante jiu-jitsu brutal (risos)”, explicou.

Apesar do alívio de ter sua volta ao MMA confirmada, ‘Toquinho’ afirmou que passou por dificuldades nos últimos meses. Devido à pandemia de coronavírus, o brasileiro foi obrigado a deixar o Rio de Janeiro, onde mora e faz todos seus treinamentos, e se isolou na Morada Nova de Minas, interior de Minas Gerais (MG). No local, o atleta se esforçou para manter o treinamento adequado e não perder a forma física.

“Então, quando aconteceu essa pandemia de coronavírus fui para a roça onde tem menos perigo e lá eu estava trabalhando, dando uns treinos muito devagar porque não tinha ninguém querendo treinar com medo da pandemia. Então eu corria e fazia o que podia, né?! Tive que me virar. Mas os treinos agora estão começando a ficar do jeito que eu gosto. Já estou de volta ao Rio e treinando lá na Team Nogueira Santa Cruz e a parte de boxe lá no Cesário Bezerra, antiga X-Gym”, explicou o lutador de 40 anos.

Com 40 anos e no MMA profissional desde 2004, Rousimar ‘Toquinho’ acumula 19 vitórias, dez derrotas e um empate na carreira. O brasileiro já atuou em organizações como o UFC, onde conquistou oito vitórias e quatro derrotas, e WSOF, liga em que foi campeão dos meio-médios em 2014.