<
>

Atlético-MG afasta funcionário por ato machista e se desculpa com atleta

O Atlético-MG anunciou na manhã desta segunda-feira (17) o afastamento do funcionário que protagonizou ato machista durante a apresentação de Diego Tardelli e das jogadoras do time feminino. Em nota oficial, o clube lamentou o episódio e pediu desculpas à atleta Vitória Calhau.

"Sobre o episódio ocorrido na tarde de ontem, envolvendo a atleta Vitória Calhau, o Atlético lamenta e repudia o comportamento do funcionário, que foi sumariamente afastado", publicou o Atlético-MG no Twitter.

"Pedimos desculpas à atleta, às demais jogadoras e a todas as torcedoras e torcedores pelo lamentável ato", acrescentou.

Durante a apresentação no último domingo, o mascote do Atlético-MG pegou a mão de Calhau e pediu para a jogadora "dar uma voltinha". Após expor o corpo da atleta, o mascote se vira esfregando as mãos.

A atitude imediatamente gerou revolta nas redes sociais e o clube foi alvo de diversas críticas.

Vale lembrar que recentemente o Atlético-MG se envolveu em outros episódios polêmicos com o time feminino. Na goleada por 5 a 0 sobre o Tupynambás pelo Campeonato Mineiro, o clube colocou seis jogadoras para atuarem como gandulas do time masculino.

Em 2016, em apresentação oficial do uniforme, mulheres desfilaram apenas de camisa e biquíni. A atitude também repercutiu negativamente e foi classificada como machista e sexista.