<
>

Flamengo x Athletico-PR: CBF volta atrás e tira assistente aposentado da Supercopa do Brasil

play
Hofman vê Flamengo como 'grande favorito' para Supercopa do Brasil: 'Elenco está mais forte que em 2019' (1:34)

Manutenção das principais peças e contratações de bons nomes reforçam a opinião do comentarista (1:34)

Após defender a escalação, a Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CA-CBF) voltou atrás e tirou o assistente aposentado Emerson Augusto de Carvalho de Flamengo x Athletico-PR, que valerá o título da Supercopa do Brasil.

A decisão foi tomada da tarde para a noite da quarta-feira 12 e dada em primeirão mão pelo ESPN.com.br na manhã desta quinta (13).

“A CBF entendeu por melhor fazer uma substituição e agora, literalmente, estou aposentado”, confirmou à reportagem o próprio Emerson Augusto de Carvalho.

Além de ter pendurado a bandeira em novembro de 2019, o profissional, com 47 anos, virou dirigente, já que logo após parar assumiu a vice-presidência da Comissão de Arbitragem de São Paulo - a presidenta é a ex-árbitra Ana Paula de Oliveira.

Procurado, o presidente da CA-CBF, Leonardo Gaciba, atendeu educadamente à reportagem, mas não quis falar sobre o assunto e limitou-se a dizer que uma nota sairia no site da CBF. A mesma saiu às 13h04 - leia-a, na íntegra, mais abaixo.

"Após a devida reavaliação sobre a designação do árbitro assistente Emerson Augusto de Carvalho para atuar na referida partida, a Comissão Nacional de Arbitragem definiu pela sua substituição", diz parte do comunicado.

"Ainda que ele esteja habilitado técnica e fisicamente, o atual cargo exercido por Emerson, como Vice-Presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF), torna desaconselhável sua escala como árbitro de campo, entendimento esse já comunicado a Emerson e à FPF", segue a nota.

Na quarta, Gaciba, comadante da arbitragem no país, falou com o ESPN.com.br e defendeu a escalação de Emerson Augusto de Carvalho, agora substituído por Bruno Raphael Pires, de Goiás.

"Está apto, pois [ele] fez o último teste físico na intertemporada de 2019... Emerson foi aprovado e está apto a participar de qualquer jogo", afirmou.

A validade dos testes físicos, segundo a CA-CBF, vai de março a março, ou seja, como o agora dirigente fez e passou na última avaliação, ano passado, nada o impediria de atuar.

Com a mudança de rumo, não haverá, ao menos com atuação em jogo, uma homenagem ao ex-bandeira, como era a ideia da CA-CBF.

"É um prêmio pela sua história, uma despedida", dissera Gaciba na quarta.

A Supercopa do Brasil no próximo domingo (16) será disputada a partir das 11h do próximo domingo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e reúne os campeões de 2019 do Campeonato Brasileiro, o Flamengo, e da Copa do Brasil, o Athletico-PR.

Veja, abaixo e na íntegra, a nota da CBF:

"Arbitragem de Flamengo x Athletico

Decisão da Supercopa do Brasil terá Bruno Pires, de Goiás, substituindo Emerson Augusto de Carvalho na função de assistente

Em relação à partida final da Supercopa do Brasil 2020, a ser disputada em Brasília, no próximo dia 16 de fevereiro, entre o Clube de Regatas do Flamengo e o Club Athletico Paranaense, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) esclarece:

Após a devida reavaliação sobre a designação do árbitro assistente Emerson Augusto de Carvalho para atuar na referida partida, a Comissão Nacional de Arbitragem definiu pela sua substituição.

Ainda que ele esteja habilitado técnica e fisicamente, o atual cargo exercido por Emerson, como Vice-Presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF), torna desaconselhável sua escala como árbitro de campo, entendimento esse já comunicado a Emerson e à FPF.

Desta forma, a Comissão Nacional de Arbitragem designou o árbitro assistente FIFA, Bruno Pires, de Goiás, para atuar na referida partida.

A Comissão Nacional de Arbitragem reitera a admiração e o respeito à trajetória de sucesso de Emerson na arbitragem mundial, tendo representado o Brasil em duas Copas do Mundo."