<
>

UFC: David Branch é pego no doping e leva dois anos de suspensão da USADA

play
No UFC, lutador intima Conor McGregor: 'Cale a boca nas redes sociais e aceite uma luta' (1:08)

'Dá um tempo, chega de tuítes. Entre lá e cale a boca', completa Ben Askren sobre McGregor (1:08)

Aos 37 anos, David Branch vai ter de esperar mais dois se quiser voltar a lutar pelo UFC. O peso-médio (84 kg) foi suspenso pela USADA (agência antidoping americana) depois que um de seus exames apontou a presença da substância ipamorelin, responsável por estimular a produção do hormônio do crescimento, em seu corpo.

A informação foi divulgada pela entidade na última quarta-feira (18). Em um comunicado, a agência declarou que, além de a substância encontrada não ser permitida pelo código mundial antidopagem, ela ainda pode causar graves danos à saúde humana.

“Branch, 37, testou positivo para ipamorelin como resultado de uma amostra de urina que ele forneceu fora de competição, em 24 de maio de 2019. Ipamorelin está na classe dos hormônios peptídeos, fatores de crescimento, substâncias relativas e similares e é proibida a qualquer momento de acordo com a política antidoping do UFC, que adotou a lista da Agência Mundial Antidoping”, diz a nota à imprensa.

“Ipamorelin é um potente secretagogo do hormônio do crescimento que estimula o cérebro a liberar hormônio do crescimento e é usado por atletas como uma droga de melhora do desempenho. O uso de peptídeos proibidos por atletas e consumidores para propósito de aprimoramento físico e de performance causa sérios riscos à saúde, e tais peptídeos não são aprovados pela Food and Drug Administration (agência americana de segurança alimentar, saúde pública e suplementos) para uso ou consumo humano”, conclui o texto.

A punição de Branch é retroativa a 26 de julho, quando sua suspensão provisória começou. O ex-campeão do WSOF estava com luta marcada para o último dia 14 de setembro, contra Andrew Sanchez. Em agosto, porém, sem justificar, o veterano saiu do combate – muito provavelmente já como consequência do exame positivo.