<
>

Copa América: Vargas e Valencia jogam juntos no Tigres-MEX e agora vão duelar em Salvador

O futebol mexicano vai estar de olho no jogo entre Equador e Chile desta sexta-feira. Isso porque dois astros do Tigres-MEX vão duelar na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), em partida válida segunda rodada da fase de grupos da Copa América de 2019. São eles: Eduardo Vargas e Enner Valencia.

COMEÇO

Nascidos em 1989, os dois têm 29 anos e são de novembro. Natural de San Lorenzo, no Equador, Enner é 16 dias mais velho que Vargas, que é de Renca, no Chile.

O primeiro clube do atacante equatoriano foi o Emelec, pelo qual marcou 33 gols em 171 partidas de 2010 a 2013. As oportunidades de Enner no futebol profissional começaram a ser dadas pelo treinador Jorge Sampaoli, hoje no Santos.

O jogador já tinha 21 anos quando realmente deu início à carreira. Se transferiu para o Pachuca, do México, por pouco mais de € 3,28 milhões em 2013, de acordo com o Transfermarkt.

"Sempre nos falamos no Tigres. Sabemos da qualidade que ele tem. É uma grande pessoa, e creio que jogará bem." Enner Valencia, sobre o reencontro com Vargas

O atleta chileno começou a sua jornada no futebol muito antes de Valencia. A estreia dele como jogador profissional foi logo aos 16 anos, em 2006, na derrota do Cobreloa para o Puerto Montt. Foram 54 jogos e 10 gols marcados até 2009.

Contratado por € 1 milhão pela Universidad de Chile em 2010, fez parte de um verdadeira esquadrão sob o comando de Sampaoli no ano seguinte. Com 36 jogos sem perder, a equipe conquistou dois títulos nacionais e ainda levou a Sul-Americana. Vargas fez 33 gols em 78 partidas.

ESTILOS

Destros, os dois jogadores atuam mais como segundo atacante, mas sabem fazer o centroavante também.

Valencia é mais rápido e, apesar de medir apenas 1,74, é um exímio cabeceador. Mais finalizador, Vargas tem um explosão incrível para arrancar. O chute de longa distância de ambos é parecido.

Goleadores, eles têm número até parecidos. De acordo com o ogol.com, o equatoriano soma 96 gols em 375 jogos como jogador profissional, enquanto o chileno tem 100 tentos em 389 partidas.

FUTEBOL EUROPEU

A chance na Europa surgiu para os dois jogadores. Vargas foi o primeiro a desembarcar no Velho Continente. Em 2012, após ver o jogador se destacar na Universidad de Chile, o Napoli o comprou por € 13,50 milhões.

Na Itália, no entanto, não vingou. Depois de fazer apenas três gols, acabou emprestado para o Grêmio (Brasil), Valencia (Espanha) e Queens Park Rangers (Inglaterra). Teve a última chance na Europa em 2015, quando fechou contrato de quatro anos com o Hoffenheim, da Alemanha, por € 6,00 milhões.

A oportunidade de Valencia em solo europeu veio em 2014. Ele foi vendido pelo Pachuca ao West Ham, da Inglaterra, por € 15,00 milhões. Foram 10 gols em 68 jogos com a camisa do clube do leste de Londres. Ainda jogou a temporada 2016/2017 emprestado ao Everton, balançando as redes apenas três vezes.

MÉXICO

Eles desembarcaram no México no mesmo ano: 2017. O chileno Vargas chegou antes, no dia 27 de janeiro, custando € 6 milhões aos cofres do Tigres. O equatoriano Valencia foi ofiacializado em agosto daquele ano, em transferência de € 5,50 milhões. Desde então, eles são treinados pelo brasileiro Ricardo Ferretti.

DISPUTA POR POSIÇÃO

O ataque do Tigres é formado por um meio-campista mais aberto, um segundo atacante e um centrovante. Com o francês André-Pierre Gignac incontestável, Valencia e Vargas normalmente brigam pela mesma posição.

Dos últimos oito jogos da equipe, por exemplo, eles atuaram juntos apenas uma vez - no 1 a 1 com o Rayados de Monterrey, em maio de 2019. Na ocasião, Gignac começou no banco, mas entrou no lugar de Vargas e fez o gol do empate no clássico.

Nas outras sete partidas, Valencia e Vargas disputaram posição. O atacante chileno normalmente é titular ao lado do centroavante francês, quase sempre dando lugar ao companheiro equatoriano no segundo tempo.

No Tigres, Vargas, que veste a camisa 9, soma 33 gols em 114 jogos, enquanto Valencia, número 13, tem 32 em 88 partidas realizadas.

RIVAIS NA COPA AMÉRICA

Agora a disputa não vai ser por posição, mas por classificação. Nesta sexta-feira, às 20h00 (de Brasília), os amigos vão se enfrentar na Arena Fonte Nova, em Salvador, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América.

Após a derrota por 4 a 0 na estreia, Valencia comentou o reencontro com Vargas: "Sempre nos falamos no Tigres. Sabemos da qualidade que ele tem. É uma grande pessoa, e creio que jogará bem".

O equatoriano soma 28 gols em 49 jogos com a camisa da seleção e terá pela frente o chileno, que foi campeão da Copa América de 2015 e também da Centenário.

Com 12 tentos, Vargas ainda entrou recentemente para a seleta lista de maiores artilheiros da história da competição.

Quem sairá vencedor do confronto?