<
>

Mina conta como Colômbia parou Messi, não esquece Palmeiras e deixa zona mista 'expulsando' jornalistas

play
James 'primoroso' e Zapata mortal; os gols de Argentina 0 x 2 Colômbia na voz de Fernando Nardini (1:41)

Com duas boas chances no segundo tempo, a equipe de Carlos Queiroz não perdoou (1:41)

A missão foi cumprida. Neste sábado, na Arena Fonte Nova, a Colômbia conseguiu anular as ações ofensivas da Argentina e ainda saiu de campo com uma vitória por dois gols de diferença e sem ser vazada. Na zona mista, Yerry Mina contou como a defesa da seleção parou o grande astro da Copa América, Lionel Messi.

"Ele (Messi), para mim, é o melhor. Não podemos dar espaço, porque é um jogador que faz a diferença em qualquer momento. Soubemos lidar com ele, soubemos marcá-lo, soubemos dar os botes. Sabia que não poderia deixá-lo jogar, nem ele e nem com nenhum outro dos caras. Mentalizamos para fazer, e fazer da melhor maneira", explicou.

O assunto Palmeiras, como não poderia faltar, também foi citado durante a presença de Mina na zona mista. Após a pergunta de Mendel Bydlowski, o zagueiro colombiano fez um agradecimento à torcida do seu país e também à do clube alviverde: "Está sempre aí torcendor 'por nóis'. Eu sempre recebo mensagens (dos palmeirenses). Muito obrigado à torcida! Melhor time do Brasil, cara! 'Tamo' junto!", falou, com sorriso no rosto.

A reportagem do ESPN.com.br ainda reparou em uma cena engraçada enquanto Mina se encaminhava para a porta de saída. O defensor encontrou um cartão amarelo e um vermelho no chão (pelo que pareceu), deu risada e saiu "expulsando" os jornalistas que estavam por perto. A cena fez os profissionais de imprensa darem risada. Ele foi o último jogador a deixar a Arena Fonte Nova.

AGENDA

A Colômbia volta a campo pela Copa América na quarta-feira, às 18h30 (de Brasília), para enfrentar o Catar na segunda rodada do Grupo B. A Argentina joga no mesmo dia, às 21h30 (de Brasília), contra o Paraguai.