<
>

Palmeiras vence Junior com golaço de Dudu e encaminha classificação para as oitavas da Libertadores

play
Ônibus do Palmeiras é apedrejado na chegada ao Allianz antes de jogo contra o Junior Barranquilla (1:01)

O repórter Eduardo de Meneses explicou a situação tensa direto do estádio palmeirense. (1:01)

Após o apedrejamento do ônibus da equipe na chegada ao Allianz Parque, o Palmeiras superou o clima de tensão que foi criado por vândalos e venceu o Junior Barranquilla por 3 a 0, nesta quarta-feira, pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores.

E foi em uma grande noite de Dudu.

Deyverson, na primeira etapa, abriu o placar aproveitando rebote de chute do camisa 7. Depois, o baixinho ampliou com um golaço de fora da área. Perto do fim, Dudu ajeitou de calcanhar para Hyoran finalizar e fazer a festa dos pouco mais de 28 mil presentes na arena palestrina.

Entre os torcedores, o clima começou tenso, com alguns protestos da torcida organizada. Ao mesmo tempo, a torcida "comum" se uniu vaiando os uniformizados. Depois que a bola rolou, porém, houve apoio irrestrito à equipe.

Com o resultado, o time comandado por Luiz Felipe Scolari foi a 9 pontos, em 2º lugar (o San Lorenzo tem 10), e deixou a classificação às oitavas de final muito bem encaminhada - além disso, o Junior foi eliminado, já que tem 0 ponto.

Basta ao Verdão um simples empate em seu jogo seguinte para já carimbar a vaga na próxima fase.

Na próxima rodada da Libertadores, o Palmeiras visita o Melgar, dia 25 de abril, às 23h (de Brasília).

No mesmo dia, mas às 21h, o Junior recebe o líder San Lorenzo.

O JOGO

Com Zé Rafael como grande novidade no time titular, o Palmeiras começou em cima exatamente em uma jogada iniciada pelo camisa 8. Ele acabou derrubado na meia-lua e a bola sobrou para Scarpa, que arriscou de fora da área, perto do gol, aos 3.

Cinco minutos depois, porém, quase a zaga alviverde deu um gol de presente aos colombianos: Luan errou ao tentar afastar uma bola e viu a redonda passar zunindo perto do travessão de Weverton.

Depois disso, a partida seguiu em banho-maria até os 20 minutos, quando o Palmeiras pressionou e conseguiu seu gol.

Em cobrança de falta de Scarpa, o goleiro Viera fez grande defesa, mas ofereceu o rebote a Dudu. O camisa 7 tentou um toque colocado, e o arqueiro até conseguiu impedir, mas a bola sobrou para Deyverson só cutucar de cabeça para as redes.

Na comemoração, os jogadores se uniram em um abraço coletivo com os reservas e o técnico Luiz Felipe Scolari.

O Verdão seguiu em cima e por pouco não ampliou já aos 23, em chute rasteiro de Dudu quase na marca do pênalti. Dessa vez, Viera conseguiu afastar, e a defesa do Junior impediu que Zé Rafael marcasse no rebote.

Na sequência, porém, resposta da Junior, que quase empatou: Sambueza recebeu na intermediária, carregou com liberdade e experimentou cruzado, tirando tinta da trave palestrina.

No lá e cá, Zé Rafael teve a oportunidade de marcar seu primeiro tento com a camisa alviverde aos 29, mas seu bonito chute de perna esquerda explodiu na zaga. A bola retornou para o meia, mas sua nova tentativa, desta vez de direita, subiu demais.

Até o apito final do primeiro tempo, os colombianos ficaram mais com a bola, mas não ofereceram perigo ao Verdão, que se segurou bem atrás.

Na etapa complementar, o Palmeiras voltou em "macha lenta", mas aos poucos foi se ajeitando em campo e acabou duplicando sua vantagem no placar em um lance de inspiração de seu principal jogador.

Aos 9 minutos, Dudu recebeu na intermediária, puxou para a direita e disparou um foguete de fora da área, que ainda bateu na trave antes de morrer no fundo das redes. Golaço do craque alviverde!

O time estrangeiro tentou reagir na sequência, em uma bomba de Sebastián Hernández de muito longe. Atento, Weverton espalmou por cima e salvou os comandados de Luiz Felipe Scolari.

Aos 34, um lance inacreditável: Felipe Pires arrancou como um raio pela direita e serviu Scarpa, que tinha o gol aberto para fazer 3 a 0. O camisa 14 bateu de chapa, mas o goleiro do Junior se recuperou de maneira espetacular e conseguiu espalmar por cima.

Mas ainda restava tempo para fazer o 3 a 0, que veio aos 44, em uma linda jogada. Dudu recebeu na frente, ajeitou de calcanhar de maneira espetacular para Hyoran, que só rolou para dentro, fechando a conta no Allianz Parque.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 0 JUNIOR BARRANQUILLA

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 10 de abril de 2019
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 28.791 pagantes
Renda: R$ 1.698.179,85
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Raúl Orellana e Edson Cisternas (ambos CHI)
Cartões amarelos: Luan e Bruno Henrique (PAL); Díaz e Pérez (JUN)

GOL
PALMEIRAS: Deyverson, aos 20 minutos do primeiro tempo; Dudu, aos 9, e Hyoran, aos 44 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Zé Rafael (Felipe Pires); Dudu, Gustavo Scarpa (Hyoran) e Deyverson (Ricardo Goulart) Técnico: Luiz Felipe Scolari

JUNIOR BARRANQUILLA: Viera; Piedrhita, Pérez, Gómez e Gutiérrez; Narváez, Cantillo, Hernández (Moreno) e Sambueza; Díaz (Hinestroza) (Rangel) e Teo Gutiérrez Técnico: Luis Fernando Suárez