<
>

Palmeiras vence Ponte Preta, passa o Santos e fecha 1ª fase do Paulista com 2ª melhor campanha geral

O Palmeiras fez o dever de casa nesta quarta-feira e bateu a Ponte Preta por 1 a 0, no Allianz Parque, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista.

Raphael Veiga, que entrou na segunda etapa, aproveitou rebote de sua própria cabeçada na trave e anotou o tento da vitória palestrina, aos 35 minutos.

Com o resultado, o Verdão aproveitou o tropeço do Santos, que foi atropelado por 4 a 0 pelo Botafogo-SP, foi a 25 pontos e roubou a 2ª posição do Peixe.

O time comandado por Luiz Felipe Scolari só não terminou com a melhor campanha geral porque o Red Bull Brasil bateu o Guarani, indo a 27 pontos.

Nas quartas de final, o Palmeiras encara o Novorizontino. O duelo de ida será no interior paulista, enquanto a definição está marcada para o Allianz Parque.

Os dias e horários dos jogos serão definidos no Conselho Técnico do Paulistão, nesta quinta-feira, às 11h (de Brasília), na sede da FPF (Federação Paulista de Futebol).

O JOGO

O Palmeiras começou a partida indo para cima e quase marcou logo no primeiro lance de ataque: Zé Rafael puxou pela esquerda, Felipe Pires ajeitou na área e Lucas Lima chegou batendo, mas acabou acertando a zaga da Ponte Preta e perdendo boa chance.

No entanto, com os dois times recheados de desfalques (e também pouco interessados na partida, já que o Verdão entrou em campo classificado e a Macaca eliminada), o desentrosamento ficou evidente, e as chances de gol rarearam.

Só aos 36 um novo lance chamou a atenção: Thalles chutou forte de fora da área e a bola passou perto da meta de Fernando Prass.

Pouco antes, o atacante Carlos Eduardo havia se machucado ao dar um carrinho e pediu substituição ao banco de reservas. Em seu lugar, entrou Léo Passos, garoto revelado na base, que teve sua primeira chance na equipe profissional alviverde.

Pouco depois, nova chegada da Ponte Preta: Edu Dracena afastou cruzamento, mas Thalles aproveitou a sobra e mandou uma bomba, que passou zunindo sobre a meta palestrina.

No segundo tempo, o Verdão novamente criou a primeira chance. Após Jean sofrer falta, o próprio camisa 17 bateu com violência de fora da área, mas o goleiro Ivan conseguiu defender firme, sem dar rebote.

Na sequência, boa oportunidade para os visitantes: Thalles ajeitou e Reginaldo surgiu livre na área. O zagueiro tentou encobrir Prass, mas acabou errando.

Aos 26 minutos, Luiz Felipe Scolari mudou o time para deixá-lo mais ofensivo e tentar ganhar o jogo: tirou o defensor Vitão, que fez boa partida, e colocou o meia Raphael Veiga. Dessa forma, Thiago Santos foi deslocado para atuar como zagueiro.

E a alteração não poderia ter dado mais certo: aos 35, Felipe Pires cruzou e Veiga cabeceou na trave. No rebote, o camisa 23 mostrou agilidade e mandou para o fundo das redes.

Foi o suficiente para garantir a vitória do Verdão e a ultrapassagem sobre o Santos na tabela.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 PONTE PRETA

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 20 de março de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 23.019 pagantes
Renda: R$ 1.245.283,05
Árbitro: Márcio Henrique de Góis
Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Risser Iarussi Corrêa
Cartões amarelos: Jean e Felipe Pires (PAL); Nathan e Diego Renan (PON)

GOL
PALMEIRAS: Raphael Veiga, aos 35 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Marcos Rocha, Vitão (Raphael Veiga), Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Jean e Lucas Lima; Felipe Pires, Zé Rafael (Esteves) e Carlos Eduardo (Léo Passos) Técnico: Luiz Felipe Scolari

PONTE PRETA: Ivan; Luís Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan; Nathan (Vinícius), Matheus Oliveira (Juninho), Gérson Magrão e Tiago Real (Igor Henrique); Júlio César e Thalles Técnico: Jorginho