<
>

Palmeiras leva empate do Mirassol e ainda não se classifica no Paulista

Mesmo com um jogador a mais durante a maior parte do segundo tempo, o Palmeiras ficou só no empate por 1 a 1 com o Mirassol, neste sábado, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Gustavo Gómez, cobrando pênalti sofrido por Borja, abriu o placar para o Verdão aos 6 da segunda etapa.

Em seguida, o atacante Zé Roberto, do time amarelo, levou seu 2º cartão amarelo e foi expulso. Parecia que a missão alviverde ficaria mais fácil. Mas só parecia...

Logo após o cartão vermelho, o clube da casa acertou rápido contra-ataque, Rodolfo cruzou e Carlão antecipou Mayke para empatar.

Depois disso, o técnico Luiz Felipe Scolari mexeu bastante no time, colocando Raphael Veiga, Carlos Eduardo e Jean no time. As alterações, porém, não deram certo, e o empate persistiu até o final.

Um dos destaques palestrinos acabou sendo o meia Zé Rafael, que finalmente voltou a receber uma chance na temporada. Ele teve atuação regular para boa na partida, mas saiu na segunda etapa para a entrada de Carlos Eduardo.

Com o placar, a equipe paulistana vai a 19 pontos, mas ainda não garante a classificação à próxima fase, já que ainda pode ser alcançado por Guarani (14 pontos) e Novorizontino (13 pontos, um jogo a menos) nas rodadas finais.

A equipe do interior, por sua vez, vai a 9 pontos, na lanterna de sua chave e ainda brigando para não cair.

Na próxima rodada do Estadual, o Palmeiras visita o São Paulo, em clássico marcado para sábado, às 16h30 (de Brasília).

Antes, porém, o Verdão volta a campo já na terça-feira, contra o Melgar-PER, pela Libertadores.

O Mirassol, por sua vez, recebe o Botafogo-SP, domingo, às 19h.

O JOGO

Com um time praticamente todo mexido em relação o jogo contra o Junior Barranquilla, na quarta-feira, o Palmeiras começou um pouco desentrosado, mas aos poucos foi se achando em campo e passou a dominar o adversário.

A primeira boa chegada foi aos 12, quando Lucas Lima tentou um cruzamento, mas viu a bola pegar efeito e quase morrer dentro do gol. Atento, o goleiro Matheus Aurélio conseguiu dar um tapa e salvar o Mirassol.

E Lucas Lima estava a fim de jogo: 2 minutos depois, ele deu enfiada de bola perfeita para Borja, que saiu na cara do goleiro e tentou deslocar. Matheus Aurélio, porém, não foi na dele e fez outra grande defesa.

O forte calor de 30ºC do interior paulista, porém, fez o ritmo da partida cair, e o árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo até fez uma parada para hidratação aos 29 minutos.

No entanto, a qualidade do duelo segui sem ser das melhores, com os dois times errando muito em suas jogadas de ataque e produzindo pouquíssimos lances de perigo.

A torcida só foi se levantar novamente aos 40 minutos, quando Lucas Lima cobrou falta com um lindo chute colocado e quase meteu no ângulo do gol do Mirassol. No entanto, a bola passou raspando a trave e saiu.

A melhor oportunidade do Mirassol saiu só aos 45, quando Carlão puxou contra-ataque e abriu para Rodolfo, que levou para a direita e chutou forte, à direita da meta defendida por Fernando Prass.

Na volta do intervalo, o Palmeiras tratou de tentar resolver o jogo: logo aos 6 minutos, Lucas Lima deu passe sensacional para Borja, que foi derrubado pelo goleiro adversário: pênalti claro bem marcado pelo juiz.

Na cobrança, o zagueiro Gustavo Gómez só rolou no meio do gol para abrir a conta.

Mas não deu tempo nem de comemorar direito. Aos 10, o Mirassol acertou rápido contra-ataque e Rodolfo cruzou rasteiro para Carlão, que antecipou Mayke e mandou de chapa para o fundo das redes, empatando rapidamente o duelo.

Foi o suficiente para o jogo pegar fogo de vez! Aos 16, Mayke cruzou da direita e Borja quase acerto uma linda bicicleta. Na sobra, Lucas Lima chegou batendo de perna direita, mas mandou muito alto, por cima do gol.

Resposta da equipe do interior aos 20: Maílton, cria da base do Verdão, cobrou falta com muito perigo, e Fernando Prass se esticou todo para espalmar em seu canto direito.

Felipão, então, resolveu ousar: tirou o volante Thiago Santos e colocou o meia Raphael Veiga para tentar explorar a vantagem numéria, já que o atacante Zé Roberto, do time amarelo, havia sido expulso pouco antes. Em seguida, ainda trocou Zé Rafael por Carlos Eduardo.

O Mirassol, no entanto, se segurou com os 10 jogadores na retranca e conseguiu manter o e 1 a 1 até o final. Muito por conta da falta de pontaria de Carlos Eduardo, que teve chance claríssima aos 46 minutos, após passe de Moisés, mas bateu torto.

FICHA TÉCNICA
MIRASSOL 1 x 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Municipal de Mirassol, em Mirassol-SP
Data: 9 de março de 2019, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo
Cartões amarelos: Zé Roberto e Léo Baiano (MIR); Diogo Barbosa (PAL)
Cartão vermelho: Zé Roberto (MIR)

GOLS
MIRASSOL
: Carlão, aos 10 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Gustavo Gómez, aos 6 minutos do segundo tempo

MIRASSOL: Matheus Aurélio; Daniel Borges, Riccieli, Leandro Amaro e Alex Ruan; Léo Baiano, Simião (Yuri), Maílton e Rodolfo (Felipe Augusto); Zé Roberto e Carlão (Sandoval) Técnico: Moisés Egert

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Gustavo Gómez, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Raphael Veiga), Moisés e Lucas Lima; Zé Rafael (Carlos Eduardo), Felipe Pires (Jean) e Borja Técnico: Luiz Felipe Scolari