<
>

Real Madrid: Solari diz que nem todos do elenco estão à altura de jogar pelo clube e manda recado a Isco

O atraso foi de quase 1 hora e meia, mas o pressionado técnico do Real Madrid, Santiago Solari, apareceu para a entrevista coletiva prévia ao duelo contra o Valladolid por LaLiga - jogo acontece neste domingo, às 16h45 (de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN Brasil e do WatchESPN.

Depois de eliminações em Copa do Rei (Barcelona) e Champions League (sendo goleado em casa pelo Ajax por 4 a 1), o futuro do treinador argentino está condenado, de acordo com a imprensa espanhola.

Solari, no entanto, mostrou que não levará a culpa pelos fracassos sozinho. Neste sábado, questionado se todos os jogadores estavam à altura de representar o Real, ele disse: "A maioria sim é capaz, os que não estão (à altura do Real) já sabem pessoalmente, pelo menos da minha parte".

"Todos estamos de passagem por esse clube, e nessa posição, ainda mais. O mais importante é pensar no jogo seguinte. É um momento triste, doloroso, mas não é incompatível com o reconhecimento do orgulho e da honra desse clube. Real ficou mais de mil dias como campeão europeu, e isso provavelmente não voltará a acontecer", lembrou.

O técnico admitiu cobranças internas - "Somos muito severos no exercício de autocrítica, não é algo que se faz de maneira pontual após uma derrota" - e esclareceu a situação de Isco.

O meia caiu em desgraça e chegou a abandonar o vestiário depois da derrota para o Ajax (sendo cobrado por Sergio Ramos a pedir desculpas ao elenco).

"As questões disciplinares controlamos de maneira interna. No quesito esportivo, é o de sempre, isso não muda. Para jogar, tem que se colocar primeiro em forma física", disparou.

Questionado então como será a forma de jogar contra o Valladolid, Solari deu apenas uma resposta: "A chave é jogar como uma equipe".