<
>

Ricardo Goulart faz 2 gols, e Palmeiras vence Ituano no Paulista antes da estreia na Libertadores

Neste quarta-feira, o Palmeiras recebeu o Ituano em um bom jogo no Allianz Parque e voltou a vencer após dois empates seguidos: 3 a 2, em duelo válido pela 9ª rodada do Campeonato Paulista.

O destaque da noite foi o meia-atacante Ricardo Goulart, que recebeu sua primeira chance como titular do técnico Luiz Felipe Scolari.

Atuando como armador na primeira etapa, ele "gastou a bola" e marcou dois gols logo de cara, um aproveitando bate-rebate e outro testando bonito um ótimo cruzamento de Mayke.

Na segunda etapa, ele deu linda assistência para Borja marcar mais um para o Verdão. Depois, com a substituição do colombiano, Goulart passou a jogar como centroavante, e ficou em campo até o apito final.

Pelo Galo, os gols foram de Serrato e Morato - o ex-são-paulino, aliás, mostrou ótima técnica para encobrir Weverton, anotando um lindo tento.

Com o resultado, o time comandado por Felipão vai a 18 pontos, na liderança do grupo B.

O Galo, por sua vez, fica nos 11 pontos, na vice-liderança da chave B.

O placar também ajuda diretamente o São Paulo, que está logo atrás do time de Itu em seu grupo, com 10 pontos - mas agora com um jogo a menos.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Mirassol, dia 9 de março, fora de casa, às 16h30 (de Brasília).

Antes, porém, o Verdão encara o Junior-COL, dia 3 de março, em Barranquilla, pela estreia da Libertadores.

O Ituano, por sua vez, recebe o Guarani, dia 8 de março, às 21h.

O JOGO

Num Allianz Parque só meio cheio, quem chegou com perigo primeiro o Ituano: aos 10 minutos, Serraato ganhou a jogada pela esquerda e cruzou bem para Ramon, que subiu sozinho e cabeceou om enorme perigo, ao lado da meta de Weverton.

A resposta alviverde, porém, foi instantânea, e feroz.

Primeiro, Carlos Eduardo fez boa jogada na entrada da área e rolou para Bruno Henrique chegar disparando um lindo chute. Bem posicionado, o goleiro Pegorari fez grande defesa e mandou para escanteio.

Só que, na sequência do tiro de canto, a bola bateu para cá, bateu para lá e caiu nos pés de Ricardo Goulart, que não quis saber de brincadeira e estufou as redes da equipe do interior.

Primeiro gol do camisa 11 com o manto palestrino, e em sua estreia como titular!

O gol animou bastante o Verdão, que passou a controlar a partida e rapidamente chegou ao segundo tento.

Aos 20 minutos, Bruno Henrique deu linda invertida de bola para Mayke. O lateral direito cruzou na medida para Ricardo Goulart, que subiu no terceiro andar e deu um lindo cabeceio, sem qualquer chance de defesa para Pegorari.

E o camisa 11 estava mesmo a fim de jogo. Aos 33, ele deu excelente enfiada de bola para Carlos Eduardo, que conseguiu finalizar em direção ao gol, mas viu o arqueiro do Ituano defender sem problemas.

Os visitantes só voltaram a ameaçar aos 34, quando Corrêa teve oportunidade em cobrança de falta frontal. O ex-palestrino bateu forte, mas Weverton agarrou sem dar rebote.

Sem mais lances de destaque, o primeiro tempo terminou em alto astral no Allianz Parque após o serviço de som do estádio anunciar gol de Cristaldo, ex-Palmeiras e hoje no Racing-ARG, em cima do Corinthians, pela Copa Sul-Americana.

Na segunda etapa, o Verdão voltou com tudo e quase ampliou logo aos 2 minutos: Dudu recebeu pela esquerda, cortou para dentro e bateu colocado. O goleiro rival se esticou todo e conseguiu fazer linda defesa, salvando um golaço.

Quem marcou, porém, foi o Ituano. Aos 9, Morato tentou chutar, a bola desviou na zaga alviverde e acabou sobrando limpa para Serrato, que só tirou de Weverton para diminuir.

Só que não deu nem tempo dos rubro-negros comemorarem. Aos 12, Bruno Henrique fez o lançamento, Ricardo Goulart deu ótima ajeitada de peito e Borja, sozinho na pequena área, cutucou para as redes.

3º gol do colombiano na temporada, acabando com seu recente "inferno astral".

O tento tranquilizou o Verdão, que passou então a tentar construir uma goleada. Aos 18, a equipe de Felipão quase fez mais um em lindo chute de longe de Bruno Henrique, que tirou tinta da trave.

Aos 27, porém, o Ituano chegou com perigo de novo: Corrêa, ex-Palmeiras, levantou com muito veneno na área e dois jogadores tentaram cabecear ao mesmo tempo, perdendo ótima oportunidade.

Três minutos depois, porém, o Galo diminuiu o prejuízo com um lindo gol: aos 29, Morato, ex-jogador do São Paulo, recebeu excelente enfiada de bola e deu um leve toque para encobrir Weverton, marcando um golaço.

Para evitar pressão do adversário nos minutos finais, Felipão trocou Bruno Henrique por Lucas Lima, buscando prender a bola e cadenciar mais o jogo. A estratégia deu certo, e o Palmeiras segurou a vitória até o fim.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 2 ITUANO

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 27 de fevereiro de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 20.660 pagantes
Renda: R$ 1.016.331,95
Árbitro: Lucas Canetto Bellote
Assistentes: Daniel Luís Marques e Fabrício Porfírio de Moura
Cartões amarelos: Borja, Felipe Melo, Diogo Barbosa e Thiago Santos (PAL); Baralhas (ITU)

GOLS
PALMEIRAS: Ricardo Goulart, aos 11 e aos 20 minutos do primeiro tempo; Borja, aos 12 minutos do segundo tempo
ITUANO: Serrato, aos 9, e Morato, aos 29 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Lucas Lima) e Ricardo Goulart; Carlos Eduardo (Felipe Pires), Dudu e Borja (Thiago Santos) Técnico: Luiz Felipe Scolari

ITUANO: Pegorari; Jonas, Léo, Ricardo Silva e Peri; Corrêa (Marcelinho), Baralhas (Bassani) e Serrato; Martinelli, Morato e Ramon (Gui Mendes) Técnico: Vinícius Bergantin