<
>

Palmeiras sofre com lei do ex e só empata com Red Bull na estreia do Campeonato Paulista 2019

O Palmeiras iniciou a temporada 2019 tropeçando.

Neste domingo, o Verdão até saiu na frente, mas levou o empate por 1 a 1 do Red Bull Brasil, no Moisés Lucarelli, em Campinas, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

Borja abriu o placar para os alviverdes na primeira etapa, cabeceando bem um cruzamento precisod e Gustavo Scarpa.

No entanto, o "Toro Loko" igualou alguns minutos depois, quando o volante Jobson acertou bom chute colocado na área, sem defesa para Weverton.

Curiosamente, o meio-campista fez valer a "lei do ex", já que foi revelado pelo próprio Alviverde, chegando até a atuar pela equipe profissional em 2015.

Na próxima rodada, o Palmeiras recebe o Botafogo-SP, quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Allianz Parque.

No mesmo dia, mas às 17h30, o Red Bull Brasil visita o Mirassol.

O JOGO

Msmo com a torcida do Palmeiras dominando o Moisés Lucarelli, a primeira boa chance de abrir o placar foi do Red Bull: aos 8 minutos, Pio disparou um belo chute de fora da área e quase acertou no ângulo oposto do goleiro Weverton.

No entanto, a resposta do Verdão foi fatal.

Aos 14 minutos, em boa trama pela direita, Gustavo Scarpa cruzou e Borja apareceu livre na área para testar firme para as redes, sem chance para o goleiro.

Primeiro gol oficial do Alviverde em 2019!

Depois disso, o Palmeiras se postou mais defensivamente, chamando o Red Bull para o jogo e apostando nos contra-ataques. A equipe de Campinas, por sua vez, tentava jogadas individuais com o habilidoso meia Pio, mas não conseguia dar sequência aos lances.

Mas em uma boa chegada aos 34 minutos, o time da casa achou seu gol de empate. O volante Jobson apareceu bem na área e acertou um belo chute colocado, sem qualquer chance de defesa para Weverton.

Lei do ex, já que o meio-campista teve passagem pelo Palestra Itália há alguns anos.

Após tomar o empate, o elenco de Luiz Felipe Scolari foi para cima e quase ficou na frente novamente aos 40: Scarpa fez mais uma ótima jogada pela direita e rolou para Dudu chegar chutando. Júlio César fez grande defesa, e a zaga afastou o rebote.

Na volta do intervalo, Felipão fez duas mexidas: tirou Felipe Melo e Gustavo Scarpa e colocou Bruno Henrique e Felipe Pires, que fez sua estreia pelo novo time.

Aos 5 minutos, a torcida palestrina chegou até a soltar o grito de gols depois que Felipe Pires ajeitou e cabeça e Borja empurrou para dentro. No entanto, o tento foi invalidado por impedimento de Pires na origem do lance.

A sequência da partida, no entanto, foi bastante truncada. Ainda fora de ritmo, o Verdão não acertava suas jogadas, e o clube de Campinas se contentava em ficar na defesa e arriscar alguns contra-ataques.

Para tentar a vitória fora de casa, Felipão deu sua última cartada, tirando Borja e colocando Deyverson para explorar o jogo aéreo.

E foi por cima que o Verdão quase fez: aos 26, Dudu levantou falta na área e Thiago Santos desviou de cabeça, perto da trave de Júlio César.

Aos 40, o Red Bull respondeu com ótima cobrança de falta de Pio, que ia entrando no cantinho. Weverton, porém, se esticou todo e conseguiu espalmar para escanteio.

O Palmeiras ainda criou perigo pelo alto, mas não conseguiu mais tirar o empate do placar.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRASIL 1 x 1 PALMEIRAS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
Data: 20 de janeiro de 2019, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Público: 9.433 pagantes
Renda: R$ 403.610,00
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Osman (RBB); Luan (PAL)

GOLS
RED BULL
: Jobson, aos 34 minutos do primeiro tempo
PALMEIRAS: Borja, aos 14 minutos do primeiro tempo

RED BULL: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson, Pio, Uillian Correia e Everton (Deivid); Osman (Bruno Tubarão) e Ytalo (Roberson) Técnico: Antônio Carlos Zago

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Felipe Melo (Bruno Henrique) e Lucas Lima; Dudu, Gustavo Scarpa (Felipe Pires) e Borja (Deyverson) Técnico: Luiz Felipe Scolari