<
>

Santos vence Paraná na Vila com dois de Gabigol

Jogando em casa, o Santos se impôs e venceu o frágil Paraná com facilidade por 3 a 1.

Apesar do primeiro tempo magro com um jogo 'truncado', o time do Santos começou a se soltar na segunda etapa, e chegou com facilidade ao primeiro gol, marcado por Rodrygo, após passe de cabeça de Eduardo Sasha.

Sasha voltou a aparecer, novamente, de cabeça, e ajeitou para Gabigol deixar o dele. O terceiro veio com Gabigol, mais uma vez, recebendo bom passe de Arthur Gomes, da esquerda.

No fim, Silvinho, atacante do Paraná, acertou um lindo chute, e descontou para os visitantes.

Gabigol, que vai lentamente fazendo as pazes com a torcida santista, teve uma partida de oscilações, levando até amarelo por simulação em lance dentro da área, e cometendo muitas faltas, mas deixou o campo com crédito após balançar as redes duas vezes.

O Santos, que ainda tem um jogo a menos que a maioria das equipes do Brasileiro, chega aos 6 pontos, e subindo para a 11ª colocação. Enquanto o Paraná tem apenas um ponto, e amarga a lanterna do Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada, o Paraná recebe o Grêmio, e o Santos faz o clássico diante do São Paulo, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 1 PARANÁ

Local: Vila Belmiro, em Santos
Data: 13 de maio de 2018
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Público: 3971 pessoas
Renda: Renda: R$ 140.110,00

GOLS:
SANTOS: Rodrygo (1º minuto 2T), Gabigol (13 e 30 minutos 2T)
PARANÁ: Silvinho (47 minutos 2T)

CARTÕES AMARELOS:
PARANÁ: Torito Gonzáles (35 minutos 1T), Vitor Feijão (41 minutos 2T)
SANTOS: Gabriel (8 minutos 2T)

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Dodô; Alison (Vecchio), Jean Mota e Vitor Bueno (Diego Pituca); Eduardo Sasha, Rodrygo (Arthur Gomes) e Gabriel

Técnico: Jair Ventura

PARANÁ: David; Alemão, Jesiel, Rayan e Igor (Júnior); Wesley Dias, Torito Gonzáles (Alex Santana) e Caio Henrique; Léo Itaperuna (Vitor Feijão), Silvinho e Carlos

Técnico: Rogerio Micale