<
>

Ismaily foi de atacante a lateral, do MS para a Ucrânia: conheça a surpresa de Tite na seleção

Ismaily em ação pelo Shakhtar Donetsk Laurence Griffiths/Getty Images

O nome de Ismaily já despertou a atenção e curiosidade de muitos quando foi citado por Tite na coletiva após o anúncio dos convocados para os amistosos contra Rússia e Alemanha, nos dias 23 e 27, respectivamente.

Dias depois, o espanto seria ainda maior, quando o jogador do Shakhtar Donetsk foi chamado para ocupar a vaga aberta com o corte de Alex Sandro, da Juventus, que sentiu um desconforto no primeiro treinamento com a equipe, nesta terça-feira.

Dentre as observações in loco da comissão técnica, Ismaily foi acompanhado pelo técnico Tite e pelo coordenador Edu Gaspar em dezembro de 2017 e pelos analistas Fernando Lázaro e Matheus Bachi em fevereiro deste ano.

A vaga na reserva de Marcelo era, originalmente, de Filipe Luis, que fraturou a perna defendendo o Atlético de Madri na Europa League, e agora vai ser ocupada pelo pouco conhecido jogador que surgiu como atacante do Ivinhema Futebol Clube.

Nascido na cidade sul mato-grossense que dá nome ao seu time formador, Ismaily tem 28 anos e marcou 11 gols em 2008, quando estreou como profissional sendo campeão estadual.

Destaque da competição, foi negociado com o Desportivo Brasil. Depois de um empréstimo ao São Bento, voltou para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2009, já como lateral esquerdo.

Logo após a competição de base, foi para a Europa, defender o Estoril na segunda divisão portuguesa e, no ano seguinte, já foi negociado com o Olhanense, da elite de Portugal. Em 2012 foi para o Braga e não demorou para despertar o interesse dos ucranianos.

Desde 2013 Ismaily defende o Shakhtar, mas não se esquece de suas origens. Em dezembro, o jogador vai entregar cestas básicas a famílias carentes de Ivinhema