<
>

Maurício Souza faz novo post polêmico, explica saída do Minas e dispara: 'A culpa é da turma da lacração'

play
Mari Spinelli e Bruno Vicari desabafam após publicações preconceituosas de Maurício Souza: 'Homofobia não é opinião' (2:19)

Mauríco Souza, de 33 anos, estava em sua 2ª passagem pelo Minas Tênis Clube | Assista ao SportsCenter pela ESPN no Star+ (2:19)

O central Maurício Souza usou sua conta no Instagram para defender a diretoria do Minas Tênis Clube e dizer que sua rescisão de contrato aconteceu por conta de 'pressão da turma da lacração'


Maurício Souza permanece no centro dos holofotes do esporte no Brasil. Após ter seu contrato rescindido pelo Minas Tênis Clube, o central voltou a usar as redes sociais para se manifestar sobre postagens homofóbicas realizadas em sua conta no Instagram.

O jogador de vôlei, campeão olímpico em 2016, afirmou que a diretoria do clube mineiro não tem culpa sobre sua demissão. Para o atleta, o motivo de sua saída foi a pressão daqueles a quem Maurício se referiu como 'turma da lacração'.

“O Minas não teve culpa nenhuma disso tudo. A culpa é da turma da lacração fazendo pressão em cima dos patrocinadores. Acarretou de o patrocinador ameaçar tirar o patrocínio do feminino e do masculino. Isso ficou insustentável”, disse o jogador em vídeo publicado nesta quinta-feira.

“O meu diretor, Elói (Oliveira), e o meu presidente, Ricardinho (Santiago), fizeram o máximo para me segurar na equipe. Fizeram o possível e o impossível. Infelizmente, o time não aguentaria perder tantos patrocínios assim. E aí aconteceu o que aconteceu. Mas eles foram homens. São homens de verdade, que eu admiro. A culpa não foi deles”.

play
0:50

Maurício Souza diz que Minas Tênis Clube não teve nenhuma culpa em dispensa: 'A culpa é da turma da lacração!'

Atleta mais uma vez publicou vídeo nas redes sociais para falar sobre o episódio - via @mauriciosouza17

O vídeo foi publicado logo após Maurício Souza publicar uma imagem onde aparece o desenho do Super-Homem beijando a Mulher Maravilha, ambos personagens da empresa DC Comics.

Foi justamente uma crítica à editora que mais repercutiu nas redes sociais: aquela direcionada à empresa após o anuncio de que o Super-Homem irá se descobrir bissexual.

“Ah, é só um desenho, não é nada demais... Vai nessa que vai ver onde vamos parar…”, escreveu o jogador, com a imagem do Super-Homem beijando um rapaz.

A nova manifestação acontece um dia após Maurício Souza usas uma de suas redes sociais para 'pedir desculpas a todos a quem desrespeitou ou ofendeu'.

“Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção”, escreveu o jogador em sua página no Twitter.

Esta, no entanto, não é a rede social mais utilizada pelo central, que costuma ser mais ativo em sua página no Instagram. A conta do jogador, inclusive, disparou no número de seguidores desde o início da polêmica envolvendo o Minas Tênis Clube, mais do que dobrando a quantidade daqueles que acompanham as publicações de Maurício.

play
3:49

Maurício Souza é demitido do Minas após falas homofóbicas em dia importante para a diversidade no esporte

Além da punição do jogador de vôlei, Cavallo assumiu ser gay e se tonou o único atleta LGBTQIA+ em atividade no futebol | Assista ao melhor da ESPN no Star+