<
>

Durante quarentena, CBV orienta profissionais para melhorar busca por novos talentos

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) aproveitou o período de isolamento social para promover uma série de cursos online, destinados aos atletas, treinadores e outros profissionais da modalidade. Nesta terça-feira, foi realizado um encontro virtual para falar sobre a detecção de novos talentos e iniciação no esporte.

A sessão foi comandada pelo técnico da seleção brasileira masculina de base do vôlei de praia, Robson Xavier, e pelo Superintendente de vôlei de praia da CBV, Virgílio Pires. 150 profissionais de todas as regiões do país acompanharam a apresentação.

Robson Xavier, técnico da seleção brasileira masculina de base do vôlei de praia (Foto: Divulgação/CBV)

Xavier comandou duplas brasileiras na conquista de três títulos, um Mundial Sub-21 e dois Mundiais Sub-19. Ele afirma que o processo de detecção, lapidação e preparação é longo e precisa contar com planejamento estruturado. “Todas as crianças têm um talento em alguma área, mas é preciso buscar a predisposição para a nossa modalidade. Tentamos lapidar esses talentos detectados”, disse.

“Não é um processo rápido, é longo. E não começa conosco, começa nos respectivos centros de treinamento, tendo sequência com o trabalho nas seleções de base. O que realizamos é tenta diminuir a margem de erro nessa detecção, da melhor forma encontrar características que nos levem a ter o atleta de sucesso”, completou.

Na última quinta-feira, a CBV promoveu outro encontro, sobre “Gestão e preparação de equipe”, apresentado pelo técnico da seleção brasileira masculina, Renan Dal Zotto, e mediado pelo direto executivo da CBV, Radamés Lattari.

O público pode acompanhar todas essas conversas ao vivo, que acontecem de segunda a sexta, pelo canal oficial da entidade no YouTube.