<
>

Brasil sofre contra Alemanha, mas vence e fica perto de classificação

A Seleção Brasileira sofreu para vencer a Alemanha na segunda partida da etapa de Cuiabá da Liga das Nações masculina de vôlei. Na noite deste sábado, o time dirigido por Renan Dal Zotto cometeu muitos erros, mas se recuperou a tempo de vencer por 3 sets a 2, com parciais de 20/25, 25/18, 21/25, 25/17 e 15/13.

O resultado mantém o Brasil na vice-liderança da fase classificatória, com 27 pontos, três a menos que o líder Irã. A Alemanha, por sua vez, segue no 14º e antepenúltimo lugar, com sete pontos.

Para se classificar à fase final com uma etapa de antecedência, a Seleção precisa derrotar a terceira colocada Rússia neste domingo, às 21 horas (de Brasília), e torcer por uma derrota da Polônia diante da Itália.

O maior pontuador do confronto foi o oposto alemão Simon Hirsch, com 19 acertos. Pelo lado verde e amarelo, Alan Souza foi o melhor, com 17 tentos. Yoandy Leal também merece destaque, com 15 pontos.

Foto: Fivb/Divulgação

A Alemanha dominou o primeiro set. O início foi equilibrado, mas os erros do Brasil foram complicando a parcial. Primeiro, Isac cortou para fora e viu a seleção europeia ficar na frente: 8 a 7. Depois, Fromm explorou bem o bloqueio verde e amarelo para aumentar a vantagem em três pontos (18/15). Mesmo com a parada técnica de Renan Dal Zotto, os visitantes seguiram melhores e fecharam o set em 25/20.

No segundo set, a defesa e o saque brasileiros começaram a funcionar. Em contra-ataque, Alan Souza cortou no chão e colocou três pontos de frente para a Seleção: 14 a 11. Sem o mesmo ritmo da primeira parcial, os alemães passaram a cometer muitos erros e viram os anfitriões empatarem a partida, com 25/18.

Os comandados de Renan Dal Zotto, porém, não deram sequência à reação. O Brasil voltou a cometer os mesmos erros do primeiro set e facilitaram o trabalho da Alemanha, que abriu 13/8 rapidamente. Inspirado, o levantador Jan Zimmermann dificultava a vida do bloqueio da Seleção, e os europeus fecharam a parcial em 25/21.

O Brasil voltou mais ligado para o quarto set. Com bloqueios de Leal e Cachopa somados aos erros da defesa alemã, a Seleção abriu 6/0 no placar. Os visitantes, contudo, reagiram e diminuíram a diferença pela metade: 8/5. Mas o saque verde e amarelo voltou a funcionar com Leal, e o Brasil aumentou a vantagem para 19/13. Com o jogo controlado, a Seleção fechou a parcial em 25/17.

No tie-break, o Brasil abriu 2/0 com um bloqueio de Lucão. A Alemanha, porém, reagiu rápido e virou para 4/3. Em seguida, a Seleção retomou a liderança no placar com Alan e depois abriu três pontos de vantagem: 9/6. Os europeus reagiram e empataram, mas Lucarelli cresceu no momento decisivo, e a Seleção fechou a partida com Lucão na rede: 15/13.