<
>

Vôlei: Douglas Souza anuncia aposentadoria da seleção para priorizar saúde mental

Sensação da seleção brasileira masculina de vôlei nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Douglas anunciou aposentadoria da equipe nacional


Douglas Souza anunciou sua aposentadoria da seleção brasileira masculina de vôlei. Por meio de uma postagem em sua conta oficial do Instagram, o atleta revelou que deixará as atividades com a equipe nacional após 11 anos para cuidar de sua saúde mental.

“Para mim, sempre foi uma honra, um prestígio, um orgulho muito grande estar na seleção. Eu sentia que precisava quebrar barreiras e eu consegui fazer isso muito bem. Só que chegou um ponto, em 2016, que minha mente, meu corpo começaram a dar alguns sinais de que eu precisava dar uma diminuída no ritmo”, disse Douglas.

O atleta revelou ainda ter passado por um caso de depressão e que quer conviver mais tempo com amigos e familiares, uma vez que, ao longo dos últimos anos, dedicou boa parte de sua rotina aos treinamentos e aos períodos entre clubes e seleção.

“É muito difícil a gente ter um tempo para gente, para nossa família, para nossos amigos, que são coisas muito importantes para mim. Depois disso, só foi piorando até que eu cheguei a ter que tratar de uma depressão, e ninguém sabia disso”.

“Em pleno 2022, a nossa saúde mental é uma coisa extremamente importante, a coisa que tem que se cuidar, se tratar, dar uma atenção ali. Mas, infelizmente, estando na seleção era muito difícil ter esse tempo”.

"Pela minha saúde mental, eu decidi encerrar meu ciclo na seleção para cuidar de mim, para ficar perto da minha família, dos meus amigos. Eu estou muito feliz com a minha decisão”, disse Douglas.

O atleta se transformou em um fenômeno e ganhou maior notoriedade nacional durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, quando ‘explodiu’ nas redes sociais ao ir de 250 mil seguidores para quase 3 milhões de fãs.

Nas quadras, no entanto, o sucesso brasileiro não se repetiu. A seleção do técnico Renan Dal Zotto perdeu para a Argentina na disputa da medalha de bronze e ficou fora do pódio, algo que não acontecia desde 2004.

Atualmente sem clube, Douglas revelou ainda que está em conversas com clubes de São Paulo para a disputa da Superliga. “Optei por jogar em São Paulo, mesmo sabendo que os clubes de São Paulo, não têm tanto investimento, não têm tanto dinheiro para oferecer para um atleta”, finalizou.