<
>

Australian Open: Danielle Collins despacha 'sensação' polonesa e enfrentará Ashleigh Barty na final em Melbourne

Danielle Collins venceu Iga Swiatek por 2 sets a 0 e enfrentará Ashleigh Barty na final do torneio feminino de simples do Australian Open


O Australian Open terá uma final inédita na edição 2022. Assim como Ashleigh Barty, Danielle Collins também disputará pela primeira vez a decisão do Grand Slam que abre a temporada. A norte-americana foi letal nesta quinta-feira (27) e derrotou a polonesa Iga Swiatek por 2 sets a 0 (6/4 e 6/1).

A grande decisão do torneio feminino de simples do Australian Open, entre Ashleigh Barty e Danielle Collins, acontecerá neste sábado (29), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

A passagem de Collins à primeira final de Grand Slam na carreira não aconteceu por acaso.

O começo de jogo da norte-americana foi simplesmente avassalador. Sacando forte e fazendo a jovem polonesa correr na quadra, Collins impôs duas quebras de serviço na sequência e fez 4 a 0 com inesperada rapidez.

Mas foi justamente neste momento que Iga Swiatek mostrou o motivo pelo qual avançou até as semifinais do Australian Open como uma das sensações do torneio. Com uma calma rara aos 20 anos, a jovem conseguiu diminuir o ritmo da adversaria e devolveu quebras.

A vantagem conquistada no início, no entanto, ajudou Collins a jogar mais segura para fechar o primeiro set em 6/4 apostando nos aces.

Se a tática deu certo no começo da partida, qual a razão para não repetir? Foi exatamente o que aconteceu no segundo set, com a norte-americana impondo um ritmo fortíssimo no serviço e forçando o erro de Swiatek, abrindo novamente 4 a 0 no placar.

Com a vantagem novamente confortável, Collins passou a minar a confiança de Swiatek na reta final do jogo, trabalhando também o jogo mental e poupando pernas para a decisão. A norte-americana sabia que só precisava confirmar seu serviço para chegar à final.

E foi isso o que conquistou fechando o placar do segundo set em 6/1.

Esta será o primeiro confronto entre Barty e Collins em uma final da WTA. O histórico entre as tenistas em jogos de simples aponta um 3 a 1 para a australiana, atual n°1 do ranking.