<
>

Tenista critica protocolo do Australian Open em quadra e diz a juíza brasileira: 'Em dois dias, eu vou testar positivo'

play
Apoiadores de Djokovic entram em confronto com a polícia na Austrália; assista (0:41)

A decisão do governo da Austrália de cancelar o visto de Novak Djokovic foi anulada nesta segunda-feira (0:41)

Australiano também detonou os protocolos do Australian Open nas redes sociais


Bernard Tomic chamou atenção durante a qualificatória para o Australian Open. Nesta terça-feira (11), o tenista afirmou a árbitra brasileira Aline Da Rocha Nocinto que testaria positivo para a COVID-19 dentro de dias.

As críticas foram também feitas nas redes sociais. O australiano de 29 anos detonou os protocolos realizados dentro de quadra pela organização do torneio para diminuir o contágio pela doença.

"Com certeza nos próximos dois dias vou testar positivo, estou lhe dizendo", disse Tomic à árbitra.

"Eu vou te pagar o jantar se eu não testar positivo em três dias. Caso contrário, você me paga o jantar".

"Eu não posso acreditar que ninguém está sendo testado. Eles estão permitindo que os jogadores entrem na quadra com testes rápidos em seu quarto... vamos lá. Nenhum teste oficial de PCR", completou.

"Me sentindo muito doente, agora estou de volta ao meu quarto de hotel. Acabei de falar com os médicos no local e eles me pediram para me isolar. Ainda não puderam me tratar para evitar o contato", escreveu nas redes sociais.

Tomic não irá disputar o Australian Open. O australiano foi eliminado pelo russo Roman Safiullin por 2 sets a 0, parciais de 6-1 e 6-4.