<
>

Tenista chinesa Peng Shuai faz aparição pública e está 'segura e bem', diz Comitê Olímpico Internacional

Tenista de 35 anos participou de chamada de vídeo com membros do COI neste domingo (21), além de ter feito sua primeira aparição pública em semanas, em Pequim, capital da China


Até então desaparecida nas últimas semanas, a tenista chinesa Peng Shuai, de 35 anos, está bem e segura. Neste domingo (21), a atleta participou de uma chamada de vídeo com membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) e confirmou estar tudo ok.

Neste domingo, Shuai também participou de um torneio juvenil de tênis em Pequim, capital chinesa, e fez sua primeira aparição pública após semanas. As fotos da presença da tenista no evento foram divulgadas pela própria organização.

A chamada de vídeo com o COI, que durou cerca de 30 minutos, serviu para confirmar que de fato está tudo bem com a atleta. Nela, participaram o presidente do Comitê Thomas Bach, a presidente da comissão de atletas Emma Terho e o membro do COI Li Lingwei, ex-vice-presidente da Associação Chinesa de Tênis. Este foi o primeiro contato direto com Shuai.

Em comunicado oficial, o órgão, localizado em Lausanne, na Suíça, disse que Peng "agradeceu ao COI por sua preocupação com seu bem-estar".

"Ela explicou que está segura e bem, morando em sua casa em Pequim, mas gostaria que sua privacidade fosse respeitada neste momento. É por isso que ela prefere passar seu tempo com amigos e família agora", também diz o COI no comunicado.

Há três semanas, Peng Shuai revelou, através das redes sociais, que foi abusada sexualmente por Zhang Gaoli, ex-membro do Comitê Permanente do Partido Comunista Chinês. Sua publicação foi apagada em minutos, e a jogadora, que defendeu a China em três Olimpíadas no tênis, entre 2008 e 2016, sumiu de vista.

Por conta disso, houve toda uma preocupação com a tenista, que deixou de se comunicar pelas redes sociais e nunca mais havia sido vista em público.