<
>

Thiem é atropelado no início, mas vira sobre Zverev de maneira espetacular e é campeão do US Open

Dominic Thiem é o campeão do US Open de 2020! De maneira espetacular, o austríaco se recuperou após perder as duas primeiras parciais e venceu Alexander Zverev por três sets a dois (2-6, 4-6, 6-4, 6-3 e 7-6 (8-6)) para se sagrar campeão de um Grand Slam pela primeira vez.

O atual número três do mundo havia perdido as três primeiras finais de Major que disputara: Roland Garros de 2018 e 2019 para Rafael Nadal e o Australian Open de 2020 para Novak Djokovic.

Ele também é o segundo tenista da Áustria a vencer um Major em simples na ATP - o primeiro foi Thomas Muster, campeão de Roland Garros em 1995.

Thiem ainda é o primeiro tenista nascido na década de 1990 a ganhar um dos quatro maiores torneios do tênis, além de se tornar o primeiro campeão inédito de Major na ATP desde Marin Cilic (vencedor do US Open de 2014).

A conquista veio por um caminho tortuoso. Nervoso, errou muito e foi amplamente dominado na primeira parcial e um pouco mais resistente na segunda. No terceiro set, mesmo sem jogar no mesmo nível que apresentou ao longo do torneio, conseguiu sobreviver. Foi o gás final para alcançar a virada e a vitória.

Já para Zverev sobra uma enorme decepção. Dominante e bem seguro nos primeiros dois sets, ele segue sem vencer um top 10 em Grand Slam: agora são oito derrotas em oito jogos. Este US Open foi sua primeira decisão de Slam .

Antes da decisão entre os dois, o chamado Big Three, formado por Djokovic, Nadal e Roger Federer, havia vencido os 13 Majors anteriores.

Os principais torneios da ATP agora se concentrarão na Europa. Normalmente disputado em maio, mas adiado este ano por causa da pandemia de COVID-19, Roland Garros será realizado entre os dias 27 de setembro e 11 de outubro.

Zverev começa melhor

Zverev começou a partida melhor que o adversário. Mais agressivo do que nas rodadas anteriores e dominante no serviço, o alemão quebrou o saque de Thiem logo no terceiro game e repetiu a dose no sétimo. Em meia hora, ele fechou a primeira parcial em 6-2.

A história se repetiu no começo do segundo set. No terceiro game, após erro de Thiem, Zverev novamente quebrou o serviço do adversário. Sem sofrer no saque e criando problemas para o austríaco quando recebia, o alemão chegou a ser quebrado uma vez, mas fechou a parcial em 6-4.

Thiem reage e leva para o quinto set

Thiem entrou um pouco melhor na terceira parcial. Apesar de ser quebrado novamente no terceiro game, ele logo conseguiu devolver o break. E mesmo sofrendo, conseguiu manter o serviço e bateu Zverev por 6-4 para sobreviver no jogo.

No quarto set, o austríaco jogou em um nível bem mais alto e venceu por 6-3, confirmando a vitória na quarta parcial.

Quinto set nervoso

No último set, os dois tiveram os serviços quebrados logo nos games iniciais. A disputa equilibrada durou até o oitavo game, quando Zverev quebrou o saque de Thiem. Com o serviço para confirmar o título, ele foi quebrado de volta.

O austríaco devolveu e quebrou novamente o serviço do rival e fez 6 a 5. Antes de sacar, ele pediu atendimento médico entre games após sentir dores na coxa direita. Mas o empate veio novamente.

No tie-break, Thiem abriu 6 a 4, mas Zverev salvou os dois match-points. Mas na sequência, o austríaco fez mais dois pontos e confirmou o título.