<
>

Indireta para Djokovic? Kyrgios abre mão de jogar US Open e ataca 'tenistas egoístas'

O tenista australiano Nick Kyrgios, 40º no ranking, desistiu de participar do US Open neste ano, por conta da pandemia de COVID-19.

O atleta não se disse contrário à relaização do evento, dentro dos protocolos de segurança, mas disse que prefere, "com dor no coração", se abster de participar nesta temporada.

Em sua justificativa para a ausência, Kyrgios mandou uma "indireta bem direta" na direção de Novak Djokovic e outros tenistas que participaram de um torneio de exibição no mês de junho. Djoko não apenas jogou, como foi também o organizador do evento beneficente na região dos balcãs.

“Jogadores, temos que atuar pelo interesse comum e trabalhar juntos. Não se pode estar dançando sobre mesas, jogando dinheiro pela Europa ou tratando de ganhar um dinheiro rápido organizando uma exibição. Isso é muita egoísta. Pensem nos outros uma vez nas vida, para que esse vírus se vá. Não importa seu lugar no ranking ou quanto dinheiro você tem. Aja de maneira responsável."

Essa não é a primeira vez que Kyrgios fala sobre o comportameto de colegas na pandemia.

Não faz muito tempo, ele citou nominalmente o alemão Sascha Zverev, que foi visto fazendo festa em meio à pandemia.

"Vi muitas coisas acontecendo pelo mundo, mas uma que me chamou atenção foi ver Zverev na balada. Outra vez, cara? Como pode ser tão egoísta?"

Na ocasião, o lendário ex-tenista Boris Becker defendeu seu compatriota.