<
>

Cadê o Federer? Djokovic monta 'tenista perfeito' com Nadal, nova geração e si mesmo, mas sem o rival suíço

Como seria o tenista perfeito?

Esta foi a pergunta que Novak Djokovic, campeão do Australian Open 2020, respondeu em um vídeo divulgado na última segunda-feira (10) pelo canal oficial da Copa Davis no YouTube.

Citando (mais de uma vez) Rafael Nadal, nomes da nova geração e até a si mesmo, o sérvio descreveu aquele que, na sua opinião, seria o tenista perfeito.

O que chamou a atenção, no entanto, foi a ausência de Roger Federer. O suíço, maior vencedor de Grand Slams no circuito masculino, acabou "esquecido" e não recebeu nenhuma menção do rival.

Logo de início, Djoko citou Nadal. Para ele, o espanhol conta com um dos melhores forehand de todos os tempos.

"(O forehand) seria do Nadal. Obviamente um dos melhores forehand de todos os tempos, muito topspin e uma bola muito pesada. Ele consegue fazê-lo de vários pontos da quadra. É uma arma muito consistente que ele usa para pressionar o adversário, mas também para se defender e voltar para o ponto", explicou o sérvio, que escolheu a força mental do "Touro Miúra".

"Ele nunca desiste, sempre com espírito de luta e uma atitute que ele leva para a quadra todas as vezes", acrescentou.

Djokovic ainda escolheu as habilidades de David Goffin (backhand), Gael Monfils (condição física), Nick Kyrgios (saque), Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut (voleio).

Quando questionado sobre talento, o sérvio escolheu dois novatos no circuito: Félix Auger-Aliassime e Denis Shapovalov, de 19 e 20 anos, respectivamente.

O maior vencedor do Aberto da Austrália ainda elegeu a si mesmo para devolução e jogos de perna - este último em uma combinação com Nadal, Goffin e Félix.