<
>

Rogerinho volta a ser o número 2 do Brasil; veja mudanças no ranking da ATP

O ranking da ATP foi atualizado nesta segunda-feira e a boa notícia ficou para o paulista Rogério Silva, que voltou a ser o número 2 do Brasil após ser vice-campeão no challenger de Liberec no último domingo. Ele somou 48 pontos e saltou 30 colocações, assumindo o 206º lugar.

Após ser vice-campeonato no Challenger de Liberéc, Rogerinho ganhou 30 posições (Foto: Divulgação)

O cearense Thiago Monteiro, número 1 do Brasil e único garantido na disputa da chave de simples do US Open, segue na 106ª colocação. Assim como ele, João Menezes permanece na 212ª posição, mesmo com o ouro conquistado no Pan-Americano de Lima, no último domingo. Com o resultado, ele conquistou uma vaga para a Olimpíada de Tóquio, em 2020.

Outros destaques positivos também para a parte mais abaixo do lista. Felipe Meligeni Alves assumiu o 383º lugar após subir 165 colocações, enquanto Pedro Sakamoto ganhou 24 lugares e agora é o 348º, sua melhor marca. João Souza voltou ao top 400 após subir 42 colocações e agora é o número 393. Orlando Luz ganhou 57 posições e é o 409.

Na contramão, o paulista Thomaz Bellucci caiu sete lugares e agora é o 266º, enquanto Guilherme Clezar saiu do lugar 311 para o 362. Thiago Wild também caiu bastante, 30 lugares, e agora é o 372º do mundo.

Essas mudanças bruscas, principalmente no caso de Felipe Meligeni Alves, que ganhou 165 colocações, se deve ao fato de que a ATP voltou atrás de uma decisão e passa a contar pontos nos torneios de nível Future, organizados pela IFT. Felipe, por exemplo, venceu três títulos em ITFs nesta temporada.

Já nas disputas pelos primeiros lugares do ranking, Nick Kyrgios subiu 25 posições após conquistar título em Washington e agora é o 27º, enquanto o vice-campeão, Daniil Medvedev foi do décimo para o nono lugar. Alexander Zverev, que não vem colhendo bons resultados, caiu duas posições, agora em sétimo, enquanto Stefanos Tsitsipas e Kei Nishikori foram para quinto e sexto, respectivamente.